quinta-feira, 23 de julho de 2015

DO QUE SOU




Gustav Klimt, detalhe de um fresco de Beethoven, Viena de Áustria, 1902







Não sou do Norte ou do Sul
nem sou vermelho ou azul
sou colorido de tanto
vos olhar com imenso espanto

Meu arco-íris um esperanto
é minha língua de encanto
é um tecido de tule
o chá que verto do bule

Naquilo que escrevo de santo
não tenho mais do que o canto
que me cobre como um manto

Não sou do Norte ou do Sul
de Liverpool ou Istambul
nem sou vermelho ou azul






1 & 2









Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Julho de 2015



4 comentários:

ki.ti disse...

vê lá se és preto e branco como eu

Kika disse...

Kriu?

Não és zebra nem zebreu
Branca amiga ou camafeu
E muito menos és como eu
Ave divina de todo o céu!

Kriu!

ou

Kreu?

disse...

És candidato a Belém, isso sei eu!

Rui Morais Barbosa disse...

Por vezes , por só um "gosto" sabe a mto pouco... é o casi, agora... este soneto merece uma Música. .. é magnifico!