sexta-feira, 27 de julho de 2012

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Kevin Sloan



A liberdade de expressão não é a liberdade de se dizer ou escrever tudo e mais alguma coisa.
Ela é aquela de, com responsabilidade, se dizer ou escrever, fundamentadamente, sobre tudo e o seu contrário.
Contudo, a liberdade de expressão, também é aquela de nos exprimirmos pelo silêncio.
Pelo não dito ou pela escrita e tanto mais quanto esta, já de si, é silenciosa.
Com uma vantagem acrescida para a escrita versus o que se diga:
Dela não se pode dizer o que lá não está.
Mas, como ia escrevendo, ninguém pode ser obrigado a exprimir, em alta voz ou, silenciosamente, pela escrita, a sua opinião já que, se o fosse, não existiria liberdade de expressão.
O silêncio é uma forma de expressão e essa está, por demais, desvalorizada.

Quando eu for grande …
Quando eu for grande e um nome reputado, não abrirei a boca em público.
Mesmo agora que tanto escrevo, o que significa que tenho muito sobre o que escrever, só escrevo sobre aquilo que entendo poder, dever escrever.
Isso já é responsabilidade.
Quantas e quantas personalidades de nomeada não estão sempre prontas a meter a boca no trombone sem se darem conta dos danos que provocam?
Sem se darem conta, tão pouco, de quanto, ao fazê-lo, mais contribuem para a especulação e a financeira que tanto diabolizam, muito em particular?
Os trombones, esses, pode-se ou não gostar de os ouvir mas não infernizam ninguém!


o púlpito é uma tentação danosa que à palha que a muitos enche a boca a atira, como aguçadas farpas e indiscriminadamente, em todas as direções


ali como aqui, com a boca sempre cheia de … musicalidade




Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Julho de 2012



5 comentários:

Hanaé Pais disse...

Concordo com a liberdade de expressão, desde que essa não magoe ninguém.

Porque atitude gera atitude.

Porque não substituir uma farpa aguçada, por uma seta de flores?

A liberdade de expressão pode e deve existir, contudo o respeito pelos outros é de uma importância fundamental, para o bem estar e harmonia global.

E se da reflexão nasce a Luz, porque não como tpc de fim de semana, os limites da liberdade de expressão?

Hanaé Pais disse...

Esqueci-me de dizer que já sou grande e nunca gostei de trombones, porque não têm decoro nem limites para a liberdade da sua expressão.
E atingem tudo e todos indiscriminadamente e em todas as direcções.
Haja o que houver, que não exista limites para falar do bem.

ki.ti disse...

Eu pelo menos sei miar expressivamente.

BRANCAMAR disse...

É verdade Jaime, o silêncio às vezes é a mais bonita forma de expressão.

Beijinhos.
Branca

Dulce AC disse...

"Haja o que houver, que não exista limites para falar do bem"

Perfeitas palavras.
E todas as Suas, querido amigo, Jaime..perfeitíssimas, gostei mesmo muito.
A liberdade de expressão só o será na medida em que for responsável e esta, passará sempre, no meu entender, pelo respeito do outro!

Beijinho grande e amigo de Obrigada por mais uma reflexão importante, mesmo muito aos nossos dias.

dulce