segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

EU NA MÚSICA, UM CICLO NOUTROS CICLOS INCLUÍDO

Mário Piçarra, meu dileto amigo e eu próprio, ambos cofundadores dos Terra a Terra






noutros ciclos incluído, 1, 2, 3 e 4, ainda aquele outro dos Terra a Terra, grupo coral e instrumental de recriação de música tradicional portuguesa a que me entreguei sendo que os temas que se seguem, entre muitos outros, foram todos recriados por mim e o último deles, Quem Ora Soubesse, uma composição integral de minha autoria feita em parceria com um Vilancete ou Chiste de Luís de Camões e tendo contado com a preciosa colaboração instrumental de Pedro Caldeira Cabral







primeiro álbum, 1980




segundo álbum, 1981




terceiro álbum, 1983




quarto álbum, 1985




ainda do quarto e último álbum, 1985











JLF
2014

a todos reconhecido, da esquerda para a direita, Vítor Amorim, Fernanda Lopes, Aníbal Madeira, António Júlio, Jaime Ferreira, Luísa Vasconcelos, Júlia Cruz e Mário Piçarra, os membros da banda no seu derradeiro formato, em fotografia original de Luís Pavão tirada na taberna A Floresta de Alcântara há muito desaparecida



10 comentários:

ki.ti disse...

eu também sou muito terra a terra

e um bocadinho andando, miando

manuela baptista disse...

quem ora, e sempre, soubesse

esta é a História dos Terra a Terra
para ouvir como se fosse hoje

ki.ti disse...

é verdade, essa gabardine ficava-te a matar

espero que não lhe tenhas entornado o copito de três

Kika disse...

Kriu?

Que riqueza mais linda, olha só!

Tanta pinça Jaime, tu tinhas pinças por todo o lado, ele era nas calças, ele era nos ombros da gabardina, ele era sei lá onde, mas não posso dizer!

O pessoal sentado parece de cera, de cera da época e afinal há trezentos anos já havia Madame Tussauds no Estoril e arredores...

Gosto particularmente do teu amigo ao balcão, mas isso são coisas minhas que não pretendo contar-te!

Quanto à música, à tua, nossa, vossa música, gosto muito, mesmo muito, faz que com que ora me sinta a sobrevoar a Feira Medieval de Óbidos, por exemplo... Há um momento no tema que estamos a ouvir, no qual o som, parece-me de uma flauta, :) confere à música um momento único e genuíno.

Uma nota especial para a primeira fotografia, a qual, por momentos, sugere-me uma "natureza morta" de um filme para adultos...

As capas dos álbuns são todas elas fantásticas, muito belas!

E gosto do Passos Coelho, no quarto álbum a ver as vistas o que nos sugere uma rara oportunidade de defenestração!

Kriu!

disse...

Quando vieres cá a casa, não te esqueças de me trazeres então um filme ou dois, no inverno, a gente precisa de aquecer...

ki.ti disse...

não é uma gabardine, pois não

é um trench coat

. intemporal . disse...

.

.

. o que seria de nós sem a música ?

.

. sem ela . tão pouco [nos] seria possível .

.

.

. (. é das coisas que mais pena tenho . a de nunca ter aprendido música . a de nunca ter aprendido [também] a tocar um instrumento musical .) .

.

. abraço.OOO .

.

.

Kika disse...

kriu?

Venho despedir-me de ti!

Vou uns dias para a Micronésia, visitar uma grande amiga minha, oriunda das Filipinas e que casou com um grande amigo meu, oriundo da Indonésia.

Já têm três filhos, um nasceu na Nova Guiné, outro na Melanésia e outro, mais sortudo, nasceu na Polinésia!

Sou madrinha de baptismo dos três e até já me chamam a Kika Baptista!

Regresso dia 11, por isso, espera por mim e não saias daqui, seja lá porque razão for!

Kriu!

Kika disse...

Kriu?

Que calor que está aqui na Micronésia! E tu aí a bateres o dente e a gastares um dinheirão em Corega!

E que tal se agora guardasses os teus vinis pois com o frio que aí está e com a elevada humidade ficam todos ondulados que mais parece que vieram das Histórias com Mar ao Fundo e escrevesses sobre o que se passou hoje em França?

Gostava de saber a tua opinião, eu, e os outros leitores!

É como aquele anúncio do fecho de correr que a mamã usa... todos te queremos ler!

Kriu!

disse...

"Menina, que pólos conhece?

O pólo Norte, o pólo Sul e o polilon. Polilon?! Polilon é o fecho de correr que a mamã usa. A mamã e as outras senhoras."