segunda-feira, 2 de maio de 2011

BAIXA


O terror sofreu uma pesada baixa simbólica com a morte de Bin Laden.
Quando, a 11 de Setembro de 2001, este se tornou globalmente conhecido, todos nos sentimos atingidos e independentemente de sermos ou não americanos ...
... ou todos nos sentimos americanos!
Todos nos sentimos por ele feridos e manietados e independentemente das nossas crenças, culturas ou ideais.
Todos nos sentimos amputados na nossa capacidade de amar, reféns que dele nos colocou e virando-nos uns contra os outros, no inominável do terror perpetrado e que na sequência deste atentado, em réplicas sucessivas, com muitos outros nos atingiu em vagas anestesiantes e inqualificáveis.
O terror sofreu uma pesada baixa simbólica!
Mas não nos equivoquemos:
Com ele foi aberta uma nova era de meandros subterrâneos, sinuosos e mutantes, sempre prontos a virarem-nos uns contra os outros e a subverterem, fragilizando-os, os alicerces da convivência democrática, cosmopolita e global.
O subterrâneo do seu território privilegiado de acção é aquele que tenta subverter a soberania individual e que dela, não fora pouco (!), apenas se destrinça pelos meios utilizados, meios esses que fazem a diferença no reconhecimento do singular e susceptíveis de ao terror o poderem neutralizar.
Neutralizar sim porque não se pense que este, o terror, pode ser eliminado!
Escrevo, entenda-se (!), sobre a neutralização política e não logística do terror!
Pensar de outra maneira seria desarmarmo-nos na luta desigual que contra ele travamos …
Com a morte de Bin Laden o terror sofreu uma pesada baixa simbólica!

declaração oficial do Presidente Obama

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

16 comentários:

manuela baptista disse...

pesada baixa simbólica, mas real!

não dou gritos de alegria pela morte de ninguém, nem por um ser desprezível, abjecto, responsável por tanto crime

não o desculpabilizo com teorias anti-americanas, porque todos temos uma escolha e ele escolheu o mal

direi que se fez a justiça possível, porque àqueles que morreram nos atentados, não lhes será devolvida a vida que perderam

e é como dizes, a luta não termina aqui

manuela

Eva Gonçalves disse...

Como sempre, um discurso lúcido. Manuela, quando vi aquela gente toda aos saltos de alegria pela morte dele, senti e pensei o mesmo. È sempre um espectáculo deplorável o regozijo pela morte de alguém. Embora, compreenda evidentemente os motivos que levam a que se sinta que se tenha feito justiça e talvez uma leve esperança que isso enfraqueça as células terroristas, mas penso que infelizmente, este facto celebrado no Ocidente, não trará qualquer benefício na luta contra o terror... não será através dos mesmo meios que se ganhará esta guerra contínua... no entanto reconheço que é um duro golpe simbólico e de mais valia política numa futura campanha presidencial norte-americana... :) Só um aparte: Achei os testes de DNA, muito rápidos ... nem sei se é possível... e isso diz-me que há um niquinho de propaganda nesta forma de divulgação da notícia... :) Abraço

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Sendo simbólica e ao contrário daquilo que muitos pensam retirando o simbólico ao político, a baixa é, como escreves, bem real!

Como tu própria e como bem o sublinhas, também eu não dou gritos de alegria ou outros pela morte de ninguém e nem o desculpabilizo a coberto de sejam quais forem as ideologias ...

Tal equivaleria a dar cobertura a guerras santas ou culturais!

Guerra é guerra e de santo ela não tem nada sendo que, por vezes, ela se torna inevitável na reposição humana da justiça possível ...!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

EVA GONÇALVES


Querida Amiga,

Apetecia-me brincar Consigo e dizer-Lhe sem que se ofenda:

- Olhe, Querida Amiga, não se esqueça que Eva foi, juntamente com Adão, expulsa do Paraíso!!!

Como a minha Amiga, percebo o júbilo americano já que o objectivo conseguido não pode deixar de ajudar a fazer o luto de uma nação para não dizer de um Mundo, ainda hoje, dele mal refeitos, tal foi o seu enorme impacto global.

Como ajuda e repor um equilíbrio de forças que desde então nunca mais tinha sido politicamente, simbolicamente reposto, ressarcido!

Mas não será pelos fins, como o escrevo e a minha Amiga repega que se ganhará ou melhor, neutralizará politicamente o terror como também o sublinho em primeira página, antes pelos meios que salvaguardem a soberania individual na sua sacralidade:

Para atingir os fins, sejam eles quais forem, não dá para estiolar, literalmente pulverizar, vidas humanas e muito menos inocentes!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

Eva Gonçalves disse...

Caro fellow blogger,
respondendo à provocação,rrsss, dir-lhe-ei que Eu sou inocente!!!! Nunca fui tentada por serpente alguma e o Adão é que comeu as maçãs todas!!De paraíso, apenas conheço um, o do Cinema Paradise (que saudades)...
Infelizmente, há muitos que pensam que o alcançarão, como mártires por uma causa, tendo as tais virgens à sua espera... e levará ainda muito tempo até a motivação de lá chegar, deixar de ser um estímulo a que levem com eles, o máximo de inocentes...
Beijinho

manuela baptista disse...

...talvez, os que agora se mexem nestes países

desejem um mundo melhor

em que as virgens e o paraíso sejam vistos com outro olhar...

mb

Jaime Latino Ferreira disse...

EVA GONÇALVES


Dearest friend,

Pobre do Adão que leva sempre com as culpas todas ...

Adiante e quanto às motivações!

Elas são tantas e inconfessáveis que os travestismos fundamentalistas de que se revestem vão funcionando enquanto não forem sendo desmascaradas ou, pura e simplesmente, ultrapassadas pela História.

Já reparou como têm sido tímidas as reacções públicas de desagrado com o sucedido?

Um grande beijinho adocicado de maçã


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Eu, então, não tenho dúvidas de que quem deseja, verdadeiramente, um mundo melhor não faz tudo para o tornar pior!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SÍMBOLOS I


32 085 = + 140 visitantes nas últimas vinte e quatro horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Maio de 2011

BRANCAMAR disse...

Jaime,

Morreu um diabo, mas aimda há muitos à solta. Enquanto houver sede de vingança as guerras não terão fim.
No entanto acredito que quando se tira a cabeça à serpente ela se torna muito mais fraca, até expirar... e cada vez que uma serpente morre renasce a esperança de um mundo melhor.

No entanto todo este processo é algo tão sério, ainda que o consideremos positivo, que não se compadece com euforias histéricas.

A paz, tal como a felicidade são serenas...

Beijinhos
Branca

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Minha Querida Branca,

Diabo ...

Um dos problemas no combate àqueles que entendem alguns serem a encarnação do mal reside precisamente aí:

Reside em se achar serem esses de tal modo maléficos que não teriam, na sua génese, uma explicação susceptível de se compreender à nossa própria escala de valores.

Assim surgem os mitos e os anti-mitos o que é a mesma coisa:

Seres que não estando à nossa escala, sendo incompreensíveis, deles estaríamos excluídos ...!

Sem que se deduza do que aqui ou em primeira página escrevo não deverem ser liminarmente condenáveis uns e louváveis os outros ou de que o que vale é o relativismo absoluto e eu não tenho feito outra coisa senão precaver este último e condenar, liminarmente, o inominável, a verdade é que há situações que conduzem a géneses destas ...

Elevando-as a categorias inumanas, menos precavidos ficamos no combate a tais excrecências, digamos assim!

Desculpe-me minha Querida Amiga mas sei, sei de experiência própria, que há situações que quando não atalhadas a tempo e sem que nos demos social ou politicamente conta disso, podem sempre conduzir ao pior em nome do melhor e dessas situações, hélàs, nenhum de nós está, de antemão, precavido ou excluído ...!

Desculpe-me Querida Amiga mas já sabe que eu sou um picoínhas, um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Maio de 2011

BRANCAMAR disse...

Jaime,

Concordo com tudo, quando disse diabo, deveria ter colocado entre aspas, pois era essa a intenção, uma forma de dizer, longe de mim entrar em fundamentalismos, muito menos religiosos, sob pena de dessa forma sermos o que condenamos.
"É picoínhas?" e é-o muito bem. Nestas situações tudo deve ficar esclarecido e sem sombra de dúvidas e más interpretações.


Beijinhos
Branca

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Minha Querida,

Ainda bem que não me levou a mal e pese embora poder parecer, mais do que um picoínhas, um chato ...!

Agora sou eu a concordar Consigo!

É que, do esclarecimento meio caminho andado para, como escreve, se evitarem fundamentalismos religiosos ou outros, o caldo em que tais organizações vão beber.

Está a ver como, sem o querermos (!), nos podemos deixar enredar naquilo que combatemos!?

Muito obrigado!

Um grande e reconhecido beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Maio de 2011

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

Morreu o símbolo, não morreu a monstruosidade que representava...
Morreu um homem e, independentemente de tudo o mais, só por si, não é motivo de alegria.

A justiça (se é que de justiça falamos quando se mata alguém, porque matou), está muito longe de ser feita!
Se dúvidas houver, basta comparar o número de mortes provocadas por acções terroristas, com o número daqueles que perderam a vida no decurso de acções justificadas, pelo combate a esse mesmo terrorismo.

O meu abraço

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,

Se tiver seguido os diálogos desta caixa assim como sentido a tonalidade do meu texto de primeira página terá, seguramente, pressentido que ninguém, por aqui, exaltou de alegria com o sucedido ...

Nem mesmo a declaração oficial de Obama me parece ser dela reveladora ...!

Justiça relativa no combate desigual, assimétrico, travado, isso sim e para o aferir bastará, como escreve, aduzir-lhe o número daqueles que nele perderam a vida e, porque não, a década que uma super-potência como os Estados Unidos precisaram, imagine-se (!), para o eliminarem!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 4 de Maio de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

CONCLUSÃO


O inimigo penetrou no subterrâneo de nós mesmos e é em nós mesmos, em cada um de nós individualmente considerado que reside a sua neutralização política!

Saiba cada um de nós optar no momento certo ...

Vosso


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Maio de 2011