domingo, 17 de janeiro de 2010

MAIS

Enquanto prevalecer o paradigma do quero mais
mais bens materiais
e que remete para cada um de nós
os estados ricos terão
como as recorrentes crises que os assolam o comprovam
cada vez menos recursos para acudir às trágicas situações que por esse mundo e no seu próprio seio proliferam
e que se percutem logo sobre os mais fracos
e pelas represálias do terror que
inevitavelmente
sobre si próprios
se abatem
-
Sim
quero mais
mas o mais que eu quero tem a ver com a exigência que a mim próprio me imponho e que se traduz em desejo de criatividade crescente e assertiva
-
Sim
neste sentido quero mais
e nada existe de ilegítimo neste meu anseio
-
De noite e de dia
-
Sim
quero mais
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 17 de Janeiro de 2010

32 comentários:

Vitinhobinho disse...

O acréscimo foi muito relevante amigo obrigado por comentar!!
Conhece o exemplo de vida da Yumi Faraci ? Da uma olhada no que escrevi a respeito e comenta por favor.. Vale realmente a pena pensar sobre! http://tinyurl.com/y99nan3

*Lisa_B* disse...

Lindo Jaime,

e deve querer sempre mais desse seu geito e sentido de querer...

Gostei muito...

Beijinhos e boa semana

Jaime Latino Ferreira disse...

VITINHOBINHO


Meu Caro,

Quando puder lá irei ...

Entretanto muito obrigado por ter gostado do acréscimo que dei!

Abraços


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 18 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

LISA


Querida Amiga,

Lindo ...!

Gosto da maneira como me trata embora não tenha visto, ainda, uma fotografia minha!

Já sei, já sei que sou músico e que quem vê caras não vê corações ...

Beijinhos para Si, um abraço ao ... lindo Bruno e uma boa semana também


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 18 de Janeiro de 2010

J. Ferreira disse...

Jaime,

Meu caro, plenamente de acordo. Acho que me vou repetir, mas de facto há que mudar, inverter o paradigma.

Por isso, a massa critica que se vai formando, aqui e felizmente, noutros sítios também, é de toda a utilidade manter e incrementar, para esse fim.

Abraços,

josé

manuela baptista disse...

"um pouco mais de sol
eu era brasa
um pouco mais de azul
eu era além"*

e que não me falte um golpe de asa

para ser tudo isto
e sempre alguém

criativo
crescente
vivente
brilhante
multiplicado
por cem!

e mais que fosse??

Manuela

*Mário de Sá Carneiro

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Meu Caro,


A Propósito Da Massa Crítica


A propósito da massa crítica a que te referes eu diria que, e estas coisas das palavras não deixam de ser da máxima importância, diria que, em vez de inverter é antes preciso inflectir o paradigma:

Subtil, quase imperceptível mas monumental e integradora inflexão na esteira daquela máxima que diz que para que tudo mude é preciso que tudo fique, aparentemente, na mesma!


Abraços


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 18 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

E MAIS QUE FOSSE


E mais que fosse
eramos dois
com golpe de asa
logo e depois
além e brasa
aquém de além
para ser alguém
mais do que cem

E mais que fosse
seja o que vem


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 18 de Janeiro de 2010

J. Ferreira disse...

Caro Jaime,

Repara que disse:

Mudar ou inverter.(o paradigma)

Mudar, inverter,seguramente.

Inflectir, será brando demais, subtil, quase imperceptível, como dizes.

temos de arregaçar as mangas e deixar-mo-nos de subtilezas!

Vá lá Jaime, diz lá que tenho Razão!

jos´+e

Linda Simões disse...

Queira sempre mais,Jaime.

Queira assim legitimamente
sempre em frente
De noite e de dia...

Queira...Mais.


Beijoquinhas

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Bom, querido Amigo,

Gostei, gostei da maneira como assinaste a tua reflexão que, certamente, não foi um erro circunstancial!

Jos, acentuo um mais, cruz e E ou és uma cruz, Jos!

Querido Amigo,

Há uma relação entre inverter e inflectir:

Inflectir pressupõe mudança de rumo, reflexão e nesse sentido também assimetria, embora como o escreves, quase imperceptível ou subtil, não como o reflexo espelhado, radicalmente inverso ...

E o estado do Mundo não se compadece mais com rupturas radicais, com fazer-se tábua rasa de todo o acquis civilizacional herdado!

Insisto:

Para que tudo mude, tudo tem que ficar aparentemente na mesma, num estádio intermédio em que claras pontes possam ser estabelecidas com o Passado para que monumentais saltos em frente possam ser dados!

Eu não posso, por dever de consciência, negar-me a mim mesmo e a tudo o que constitui o meu legado, se quiseres, doutrinal nem tão pouco rumar ao Futuro pode ser conseguido sem fortes amarras com o Passado ...!

Meu Caro, não se trata de teimosia minha antes de profunda convicção.

Alinho na brincadeira e, concerteza, dou-te um afectuoso Abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,

Já sei, como o escreve no blogue do José, que está de férias com os Seus filhos e folgo muito em sabê-lo!

Mas, nem isso a impediu de vir até nós ...!

Que bom!

E tanto mais quanto para me dizer o que aqui escreve e que sempre tanto me conforta ...

Um beijinho para Si e para os Seus e descanse muito


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Reflexo d Alma disse...

Passando pra deixar bjins
e o desejo de um belissimo dia.

"Não importa o que fizeram de mim, o que importa é o que eu faço com o que fizeram de mim. "Jean-Paul Sartre

J. Ferreira disse...

Caro Amigo Jaime,

Aqui estamos em desacordo.

Pegando no significado literal do substantivo inflexão ou do verbo inflectir, como "Infligir flexão a; dobrar; curvar" poderei, por extensão, considerar também a significação que lhe aplicas "mudança de rumo, reflexão".
Repara que também eu utilizei o vocábulo verbal "mudar".

Discordas portando do "inverter"

E aqui se instala a nossa assimetria.

Talvez não tanto em termos semânticos mas na eventual forma de aplicação.

Não concordo quando dizes que para que tudo mude, tudo tem que ficar aparentemente na mesma, num estádio intermédio.

Isso para mim é uma maneira de fingir que se faz, (até podendo fazer) só para não fazer ondas.

Posso aceitar a tua intenção apaziguadora não-belicista, mas meu caro, há quantos séculos andamos nós, Humanidade, a aceitar que fique tudo na mesma, assim, aparentemente?!

Também considero que não se pode, nem deve, radicalizar tudo.

Mas a História passada e recente, demonstra-nos que existiram e existem situações em que dar a outra face não resulta, é uma verdade indesmentível e, pior, deu e vai dando mais força a quem dá estaladas, nas duas faces, aproveitando essa permissividade, para ir por aí fora, explorando e matando impunemente.

Meu caro, acho que para o presente estado de coisas, ao invés de dar a outra face, haverá que aplicar "olho por olho, dente por dente"

Como sabes, existem povos que só conseguiram sobreviver até hoje, como tal, utilizando essa filosofia.

Inverter, portanto, implica ter de ser radical, sem dúvida.

Justificadamente, sem dúvida de igual modo.


Um abraço,

José

ps. O jos´+e não foi intencional.
Foi certamente resultante do cansaço.

Jaime Latino Ferreira disse...

REFLEXO D'ALMA


A Si Lhe retribuo os desejos que aqui me deixa e quanto à citação de Sartre, replicarei:

Importa o que fizeram de mim mas mais importa o que eu faça com o que de mim fizeram!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Caríssimo,

Há aqui uma questão semântica tal como no olho por olho, dente por dente que tu próprio alegas:

Podes, é certo, interpretá-lo literalmente e então, se tu me olhas eu olho-te e se me sorris, também eu te sorrio!

Agora, se tu me arrancas um olho, de que me adianta arrancar-te um também e tal como a um dente!?

Apenas se alimenta a espiral de violência sem inflexão de atitude que potencie o positivo que da citação se possa extrair ...

A violência, tu próprio o reconheces no teu texto, página sobre o terror, apenas gera mais e maior violência numa espiral sem fim!

Daí inflexão, mudança de rumo concerteza mas na sustentabilidade que ao poder, o democrático, importa sempre sublinhar (!), o consiga derrimir.

Derrimir da violência em que ainda assenta, na usurpação de que, ele próprio e ainda é portador!

Mas, talvez valha a pena não nos prendermos assim tanto com as palavras e assim, à inflexão, acrescentaria um outro termo intermédio e talvez mais a teu gosto, a saber, refracção ...!

Que tal!?

Abraços


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Esqueci-me ...!

Quanto ao Jos´+e, que dizer!?

Coincidências!?


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

J. Ferreira disse...

Ok, Ok,

aceito refracção, desde que explicitamente aceitando mudança de direcção, radical, para os casos mais graves!

Derrimir(?) ou dirimir?

Um abraço,

José

manuela baptista disse...

e que tal esgrimir, não??

Manuela

J. Ferreira disse...

Isto é que vai aqui uma procissão!

Já que me encontro em minoria...

Seja esgrimir então!



josé

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Dirimir seja, aí levas tu a palma!

Yess!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA E JOSÉ


Ao segundo:

Não lhe ligues que ela é assim, quando, finalmente e após cerrada negociação já estamos prontos a um acordo, zás, logo ela vem esgrimir confusão!

À primeira:

Não lhe ligues também tu que, já se sabe (!), diante da tua argumentação esgrimida a preceito, até nem se importa, a pretexto de estar em minoria, de ir, qual sacristão carregando o andor, procissão fora!

Esgrimam mas devagar, está bem!?


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Filomena disse...

Jaime, só passei para lhe enviar um beijinho sem comentários. Um simples beijinho. Destes há-de querer sempre mais. Eu quero

Filomena

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA


Minha Querida,

Um beijinho merece todos os implícitos comentários!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

manuela baptista disse...

o andor e o sacristão
parados na multidão
discutiam qual dos dois
tinha caído ao chão

estou-me a borrifar
disse o sacristão
se o santinho cair
levas um bofetão

a borrifar qual quê
só se for com água benta
no meio da confusão
vejo uma menina atenta

deu três beijinhos assim
um ao menino Jesus
o segundo a um marquês
o terceiro a quem tu vês

SOCORRO!!! Estou a ficar apanhada pela esgrima!!

Onde é que está a Dulce???

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE!!!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

Ana Cristina disse...

Jaime

Sem dúvida alguma lhe afirmo

Quero mais,muito mais
...tempo para ser feliz!

1 bji
Nini

Jaime Latino Ferreira disse...

ANA CRISTINA


Minha Querida,

Tempo para ser feliz ...

Assim façamos por isso, assim nos deixem!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

J. Ferreira disse...

A todos que a Dulce procuram,

Não tenho dela procuração, mas pela amizade que lhe nutro, por um lado, no dever me acho compelido para vos informar que ela se encontra de luto e profundo pesar pelo falecimento dum familiar.

Por outro lado, pela amizade que sinto vocês por ela têm, a este dever informativo me senti obrigado.

Ela regressará por certo, quando menos consternada estiver.

Abraços,

José

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Meu Caro,

Obrigado pela informação, um abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010

J. Ferreira disse...

No seguimento ao que vos informei sobre a Dulce, esqueci-me de mencionar que aqui, neste neste espaço...

... também se "esgrima", saudavelmente, a Amizade, e a solidariedade.

José

Jaime Latino Ferreira disse...

JOSÉ FERREIRA


Ora por quem és!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Janeiro de 2010