domingo, 19 de junho de 2011

DIÁLOGO TRAVADO ENTRE UM PROFESSOR E O MESTRE

Paula Rego, Tempo Passado e Presente

há quem encontre piada em coisas que não têm piada nenhuma

- O que tem a dizer do que de mim me lê? Mais concretamente, o que me diz da Réplica a Mudam-se os Tempos ...!?
- Acho muita piada …
- Pois eu digo-Lhe sem presunção: tem mais do que piada!
- O Jaime está sempre atento à sociedade e não deixa nunca de se manifestar contra a falta de ética, contra as tentativas de silenciamento ... E eu aprecio. Agora que utiliza um estilo muito rebuscado, lá isso utiliza. Preciso sempre de o ler duas vezes.
- Rebuscado!?
- Outras vezes, perco-me porque alguns posts estão associados a outros e nem sempre me consigo situar. Sim, rebuscado.
- Precisa de ler duas vezes!? Olhe eu cá, então, leio-me e releio-me encontrando-me sempre novas qualidades!
- Rebuscado, no sentido gongórico. Não é nenhum defeito!!
- Pois é ... há, no meu blogue, uma permanente remissão para o que já foi escrito, lá isso é verdade e, agora com o facebook, a coisa ainda se adensa mais! Está-me a chamar gongórico, não, não lhe vejo nenhum mal ...!
- De qualquer modo, está de parabéns pelo cuidado com que "organiza" cada post. Quanto tempo lhes dedica?
- Ah ... se Lhe contasse ... sabe, é o meu grande investimento!
- Investimento? Vai publicar um livro a partir do blogue? É uma hipótese. Eu estou a pensar fazer isso.
- Quando falo de investimento, querido Amigo, a resposta mais curta traduz-se em saber, ter a convicção de que o que escrevo chegará a bom porto, isso sim!
( ... )
- Jaime, esqueci-me de responder à sua questão sobre a réplica a Camões. Não está má; eu não faria melhor. Aliás, eu não seria capaz de fazer nada do estilo. Mas como sou professor de Português, perturba-me o ouvido a métrica que usa. Em Camões, os versos são de dez sílabas métricas, regulares em todas as estrofes. Camões é decassilábico. Os seus versos, porém, não mantêm essa regularidade. Mas pode tentar reformular algumas palavras de forma a consegui-lo. Fui mau?
- Não, Querido Amigo, mas havia de me ouvir a lê-la, à minha Réplica ...! De métrica, estrito senso, pouco sei, mas da métrica musical que nela, na minha réplica se condensa ... oh se sei, sei e está muito bem construído, perdoe-me! Mau não foi mas mantenho o que atrás escrevi! ( porque carga de água Lhe fui eu perguntar uma tal coisa ...! ) Já agora, desculpe-me voltar à carga mas, sabe, onde se condensa, com rigor, a Sua resposta é quando escreve que não faria melhor e que não seria capaz de fazer nada do estilo ...! Ainda quanto ao gongórico ou ao estilo afectado onde sobressai a metáfora, gostava de Lhe acrescentar, gongórico, a metáfora que se segue: O artista é o alquimista e, por sua vez, aquele que se refugia no rigor das supostas medições, na forma, anda de régua e esquadro e não ultrapassa as aparências. As aparências não passam disso mesmo, a alquimia é a permanente busca do elixir da vida ...! Mas há um ponto que Lhe concedo: é que, no meu soneto réplica, o meu amigo, pese embora, encontra-lhe novidade em relação ao soneto original e ainda bem que me o diz. Deixa-o, essa novidade, perturbado... ou não estivéramos no século vinte e um! Fui mau? Confesso-Lhe que não era essa a minha intenção … e só mais um pequeno e não irrelevante pormenor: que pena esta nossa conversa não ter tido lugar publicamente! E, rematando, muito pessoalmente: não é ao ouvido que Lhe perturba a métrica que utilizo é, antes sim, à vista ...!


se esta conversa tivesse decorrido em espaço público, imagino (!), não teria tido lugar
 

( inspirado numa conversa real onde, a itálico, fala o professor )



Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Junho de 2011

19 comentários:

manuela baptista disse...

de mestre e professor não sei, não sou juiz em causa própria

e agora que já me livrei de todos, não volto atrás

mas da minha querida e gongórica Paula Rego, travo e destravo eu todas as coisas!

é excessiva, nada é, o que parece ser e se eu fosse capaz de pintar uma pequenina réplica sua, ficaria feliz

manuela

Fézada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. intemporal . disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Gongórica ... é isso mesmo, não há dúvida de que a nossa querida Paula Rego também o é!

Contudo, direi, se tu desenhas, dela não saberei dizer se conta histórias ...

E, sobretudo, como as tuas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

FEZADITA


Canito,

Já cá me faltavas tu ... qualquer dia tornas-te numa praga!

Do croqueteware nada sei nem tão pouco do whereisthecroquete!!!

Com todas as patas ... mas quantas patas tens tu!?


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Caríssimo,

E que mais quer o meu Amigo!?

( ... )

Um grande Abraço para Si e uma semana rica e bem preenchida


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SILENCIOSOS DIÁLOGOS I


37 850 = + 105 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 19 de Junho de 2011

BRANCAMAR disse...

Jaime,

Já li a réplica a Camões, a opinião do professor e do Mestre e ainda a da Manuela.
Também me fico pela Paula Rego, adoro.

Professores e Mestres à conversa são sempre gongóricos, :) (e eu uma outsider com este smile!)

Beijinhos de saudade.
Branca

manuela baptista disse...

ai, Paulo

replicá-la?

será melhor levar a manuchila e abancar na casa das histórias até o presidente da Câmara me desalojar

talvez não seja má ideia :)))

de facto nada é impossível, seja qual for o nosso nome


manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Querida Amiga,

Se são ou não gongóricos, coisa que a Paula Rego também não deixa de o ser, o facto é que, para o bem como para o mal, não podemos passar sem eles!

Sem eles e sem os seus smiles ...

Um beijinho

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 20 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


E eu levo comigo a minha jaimochila e peço uns crãoquetes ao Fezadinha ...!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 20 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

PARA INFORMAÇÃO DOS MEUS LEITORES


A melhor notícia que recebi até agora, de ontem quando publiquei o Diálogo anterior e a minha carta que a ele Lhe escrevi em nota, no mural do meu facebook, foi aquela do Professor que, não apenas não levou a mal aquilo que aqui publiquei como, inclusivé, me agradeceu o facto de o ter feito sair da Sua habitual rotina ...!

A ele lhe estou, pela inspiração proporcionada, muito reconhecido


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 20 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

E SÓ MAIS UMA NOTA


E só mais uma nota:

Afinal nem sei se foi pena que o diálogo de primeira página não tivesse tido lugar publicamente já que, o que dele resultou, teve um final feliz!

Bem haja, Caro Professor


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 20 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SILENCIOSOS DIÁLOGOS II


37 940 = + 90 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 20 de Junho de 2011

Fézada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaime Latino Ferreira disse...

FEZADINHA


Ai canito, canito,

Lugar às senhoras, se não te importas!

Canitos interesseiros bem podem ficar enroscados no travesseiro, ok?

Àla, alimária


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 21 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SILENCIOSOS DIÁLOGOS III


38 010 = + 70 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 21 de Junho de 2011

Silenciosamente ouvindo... disse...

É sempre um prazer vir aqui
muita vez silenciosamente.
Um abraço
Irene

Jaime Latino Ferreira disse...

SILENCIOSAMENTE OUVINDO


Folgo muito em sabê-lo e venha sempre que o entender.

O silêncio não deixa de ser muito profícuo e saber ouvi-lo ainda mais!

Cordiais saudações


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 22 de Junho de 2011