quarta-feira, 1 de junho de 2011

LUMINOSA E IMPLÍCITA TRILOGIA


A força do que não se vê é maior, suplanta aquela do que se vê.
Mas ela tem de estar, residir implícita naquilo que se vê.
Naquilo que se escreve.
Escrever sabendo remeter para o que não se escreve, eis o que pode caracterizar uma luminosa trilogia!
Um escrito cheio de oculta complexidade, de luz …!
Escura luminosidade …
Escuridão que irremediavelmente atrai!
Absorve …
Tal como um Buraco Negro e do qual, dessa outra coisa maior (!), afinal, também se torna, a escrita, num seu reflexo.
Buraco que, uma vez por ele apanhados pelo seu raio de atracção, nos tornamos no objecto da sua acção e não em meros observadores a ele imunes e dele distanciados.
Na nossa sistemática cegueira que, numa persistente teimosia, insiste em fundar-se, basear-se apenas no que se vê e, nem mesmo quando o próprio conhecimento científico admite não estarmos em condições de desenvolvimento tecnológico suficiente que a tudo permita ver, nem aí o  estamos dispostos a admitir …!
Sabe-se que um Buraco Negro apenas se detecta, não porque se veja, ele não se consegue ver no estado de desenvolvimento tecnológico em que nos encontramos, mas pelas reacções que à sua volta desencadeia e que a ele, implicitamente, escondido o sugerem.
Assim, apenas pelo reflexo do reflexo e do reflexo, estando nós no centro da sua acção que por maioria de razão não conseguimos ver, pelas  manifestações por ele desencadeadas, seus reflexos, poderemos estar em condições de a ele, na sua travessia, o admitir:
Reflexo que as alterações ambientais, somadas à predação do Homem, em si mesmas o são já;
Reflexo que a aceleração histórica o sugere;
Reflexo que a economia, no afundamento e na desintegração em que patina, apenas o é;
Reflexo que a política, ela própria o traduz, não apenas pela fragilização crescente das plutocracias mas pela própria fragilização do sistema democrático de representação política;
Reflexo que, por exemplo, a osteoporose enquanto manifestação patológica da fragilização da massa óssea o induz!
Reflexo de reflexo de outro e outro mais reflexo num encadeado factual a manifestar-se sem fim …
Fenómenos que nos obstinamos em observar isoladamente caindo num crescente mio-estrabismo crónico!
E se se sabe que a massa absorvida por um Buraco Negro permanece do outro lado ao qual se deixa de ter acesso a não ser sendo dele o objecto da sua acção e que nela apenas se altera, ligeiramente, a sua organização, quem nos garante não estarmos a olhar para o conjunto dos reflexos aqui elencados mas aos quais muitos outros lhes poderiam ser somados, de uma forma anti-sistémica completamente errada exactamente por nos recusarmos a admitir essa hipótese o que nos incapacitaria de os atacar, no seu todo, devidamente!?
E com que irreparáveis consequências a prazo …?



Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Junho de 2011

22 comentários:

António Gallobar disse...

Olá

Penso que será a primeira vez que por aqui passei, parabens pela qualidade apresentada, texto irrepreensivel, uma maravilha.

Vou ficar um pouco mais, lendo seus textos.

Adorei
Antonio Gallobar

Jaime Latino Ferreira disse...

ANTÓNIO GALLOBAR


Meu Caro,

Fico muito contente pela expressa visita que me faz, mais ainda com os elogios e saiba que, por aqui, é sempre bem vindo!

Resolveu, o meu Amigo, logo agora, por aqui aparecer quando, a densidade dos meus escritos, para não dizer da sua ousadia, saiba que me dou bem conta delas (!), se acentuam!

Com as minhas cordiais saudações, Seu


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Junho de 2011

manuela baptista disse...

já retirei os espelhos, por precaução

assim piro-me dos buracos e dos reflexos

luminosa e explícita, talvez...

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Luminosa e explícita ...!

Por vezes quanto mais explícito mais fica, implícito, por dizer.

Senão repara:

A ser plausível como julgo que é a minha hipótese, quanto de implícito não ficará por explicitar?

Nem tu e nem eu, de facto, estamos em condições de o avaliar com rigor!

Mas deixa lá os espelhos porque esses não estão em condições de aos buracos os reflectirem!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

IMPLÍCITOS I


35 900 = + 150 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Junho de 2011

. intemporal . disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Meu Caro,

Implícita como explicitamente sabe que é sempre bem vindo!

Eu também o abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 12 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

A PROPÓSITO DO IMPLÍCITO TRILÓGICO


Geraram-se, nesta caixa de comentários, algumas reticências ou dúvidas, um certo jogar à volta do implícito desta minha trilogia ...

Antes de mais, implícita trilogia porque, ao contrário do que venho tendo por hábito, aos três textos que a constituem os não numerei com I, II e III tornando-a numa trilogia que implicitamente se deduzirá;

Depois porque sendo a Trilogia uma forma que, como sabeis, é particularmente do meu agrado, pelos links que neste último texto o pontuam, esta trilogia remete para outros textos que, implicitamente, com ela criam outras possíveis ligações, composições trilógicas a desdobrarem-se em n;

E finalmente porque, se nela faço um esforço intencional para me tornar explícito quer na caracterização da minha escrita, quer na invocação do que são, afinal, coisas maiores e quer na insistência na minha hipótese, a da Travessia de um Buraco Negro nela me cingindo, quanto possível, ao elencar do factual, do explícito que a poderá ajudar a comprovar e no qual se inclui, uma vez mais, a própria caracterização da minha escrita, em si mesma um seu reflexo, muito mais fica, implícito, em aberto por escrever.


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Junho de 2011

Fézada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaime Latino Ferreira disse...

FEZADINHA


Canito,

Vê-se bem como estás a pedi-la, espera e verás ...

... e sabes, a final composeste um quinteto ou já não sabes contar!?

Implícito pulguento!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Junho de 2011

ki.ti disse...

daaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa........

Jaime Latino Ferreira disse...

KI.TI


Eu sabia que não me desiludirias ... nem ao Fezada!

Bonita gatinha


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

IMPLÍCITOS II


36 020 = + 120 visitantes nas últimas vinte e quatro horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Junho de 2011

Evanir disse...

Boa Noite Portugal..
Jaime estou feliz em ter encontrado seu blog.
Seus textos são verdadeira maravilha
vou deixar com muito carinho meu convite para uma viagem surpriendente no Brasil.
Convido também a seguir meu blog beijos meus,,Evanir..

Evanir disse...

Boa Noite Portugal..
Jaime estou feliz em ter encontrado seu blog.
Seus textos são verdadeira maravilha
vou deixar com muito carinho meu convite para uma viagem surpriendente no Brasil.
Convido também a seguir meu blog beijos meus,,Evanir..

Smareis disse...

Deixe-me pensar em muitas coisas ... e sem dúvida uma grande aprender a reler traços de sabedoria. Adorei ler seu texto. Muito bom, Li, reli, e voltarei novamente, Um Abraço!

Jaime Latino Ferreira disse...

EVANIR


Seja bem vinda a este meu blogue!

A seu tempo, desculpe-me, visitarei o Seu e muito obrigado por se ter feito minha seguidora.

As mais cordiais saudações


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SMAREIS


A Si, também, saúdo-A!

Esteja por aqui como em Sua Casa.

Saudações reforçadas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Junho de 2011

Maria João disse...

Jaime

Tudo o que não temos acesso, não pode ser, em consciência, negado. Eu por exemplo, acredito que tenho um buraco negro, para onde vai o que absorvido em mim, não tenho, no entanto,consciente acesso. Mas sei que lá está. Lá, onde se fundem todas as cores e onde se concentra em mim a essência de todas as coisas.

Um beijinho

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Minha Querida,

...

... então já são dois, o Seu e o nosso ao qual nenhum de nós pode escapar, que a minha Amiga tem!

Beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Junho de 2011

Telma Lucia Mello disse...

A cada dia um passo a mais em direção ao sublime prazer de desvendar a implicitude contida nas palavras escritas...

Jaime Latino Ferreira disse...

TELMA LUCIA MELLO


Seja muito bem vinda ...!

Será que devo depreender que a minha Amiga se dá conta, dá pelos vistos (!), ser eu capaz de suscitar esse sublime que se vai, por aqui, desvendando!?

A ser assim, o meu muito obrigado ...!

As minhas mais cordiais saudações


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 5 de Junho de 2011