sexta-feira, 10 de junho de 2011

NESTE MOMENTO

para lá das estrelas

No momento em que uma situação de opróbrio como aquela que resulta do resgate que constrange o meu país e que se apresta, na sua dureza e ignomínia a abater sobre cada um dos seus cidadãos constituintes entre os quais, para o bem como para o mal, eu próprio me incluo, importa sublinhar em alta voz:
Sou um cidadão do mundo, europeu por maioria circunstanciada de razão e como tal merecedor de toda a consideração tal como os meus pares, deles igual em deveres como em direitos e tanto mais em direitos quanto por dever, há longos anos pugno, incansável, pelo cada vez mais inadiável aprofundamento da Democracia!
Democracia que passa, incontornável, pela Democracia Representativa, pela divisão de poderes e pelo Estado de Direito mas que tem de ir mais longe ainda!
Em prol da Democracia e do seu aprofundamento tenho, de há décadas, abdicado de muito, de quase tudo, num incansável Serviço a estender-se no tempo e a erguer-se numa Obra que aqui, neste meu blogue, apenas se aflora qual parte emersa de um iceberg cuja profundidade imersa mas tornada pública e transparente se vai perdendo no tempo!
Pese embora o reconhecimento que instituições gradas da Cultura Portuguesa como o Centro Nacional de Cultura me prestou, oficializou, um bloqueio ensurdecedor parece permanecer à minha volta como se me testando na minha resiliência quando não pior, ignorando-me na recusa em que persisto, sem desmobilizar, de a outros que não os meios que resultam da força intrínseca da palavra expressa em português e que faço, sistematicamente, por utilizar.
Força que aqui, uma vez mais utilizo!
Isso não faz de mim menor mas maior e tanto mais quanto na falta do contraditório que tarda em se manifestar e pesem embora todas as oportunidades que sempre lhe proporciono e a que me não furto!
Sou um cidadão do mundo igual, em deveres como em direitos, a todos os demais!
E tanto mais merecedor de direitos quanto por dever, ao longo dos anos, sem esmorecer nem dar azo a qualquer quebra de dignidade, minha ou de terceiros, persisto!
Valho tanto como qualquer outro cidadão seja ele de que  parte do mundo o for!
Valho mais porque persisto, inamovível, no dever que faço por cumprir!
Valho o que valho e, por isso, aguardo e tanto mais quanto há limites para tudo e ainda mais quanto por viver em Democracia  pela qual também eu zelo e sempre pugnei!

no dia de Portugal, de Camões e das Comunidades


Carlos Seixas, Concerto para cravo em lá maior
 

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Junho de 2011

8 comentários:

manuela baptista disse...

cravo

em lá

longe, perto, talvez, quem sabe

fado

maior


manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Meu amor,

Tens toda a razão, longe ou perto maior é o nosso fado ...!

Em cravo, lá ou num simples teclado!

Um beijo


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

MOMENTOS I


36 950 = + 90 visitantes nas últimas vinte e quatro horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Junho de 2011

Linda Simões disse...

Cidadão europeu ou de outro lugar qualquer,

Bravo!

Clap! Clap!

Nesse dia de Portugal,que a Democracia,a verdadeira,se estabeleça de fato.

Abraço ao amigos queridos


Linda Simões

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Querida Amiga,

A Democracia ... aquela que seja aprofundada!

Beijinhos queridos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 11 de Junho de 2011

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

Paciência e persistencia, duas das virtudes que o tempo mais nos pede, quando, por convicção; acreditamos perseguir o rumo certo, por dignidade; não há outro que nos pareça capaz de nos fazer chegar onde pretendemos e, por fé; cremos que mesmo que possa tardar, um dia chegaremos lá.

Em lá maior, ou menor... que seja cravo. Gosto muito!

Um beijinho

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,

Neste caso, no caso da página em apreço, lá maior que, como dizia Lopes Graça, corresponde a uma tonalidade masculina que o sou!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 11 de Junho de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

MOMENTOS II


37 030 = + 80 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 12 de Junho de 2011