terça-feira, 3 de janeiro de 2012

SAUDADE DO FUTURO

saudade é uma ponte para o futuro


PRESIDENTE  DA  REPÚBLICA  POPULAR  DA  CHINA
Camarada Hu Jintao,
Terá o meu Amigo ouvido falar de Cesária Évora, recentemente falecida?
Cesária Évora que celebrizou, entre outros, o tema Sodade?
Sodade ou Saudade …?
Imagine o meu Amigo que me dá, aqui, o pretexto em dívida para, começando esta carta, homenagear Cesária Évora, senhora dos palcos do mundo, natural de Cabo Verde, pequeno arquipélago africano que, com sucesso, coisa ainda rara por essas paragens, se constituiu, pese embora a sua imensa escassez de recursos, num país democrático exemplar e de referência para todo esse imenso continente e para o mundo também.

Sodade …
Sabia que, em português como neste seu derivado linguístico, este termo tem uma carga muito especial?
Que ele não se reporta, apenas, ao que está para trás, ao que é passado mas também, como o escrevia Fernando Pessoa, ao que está para vir?
Saudade do Futuro ou do que ainda não se realizou …?
Saudade das aspirações que, vivendo em nós, se estão por consubstanciar?
Eu tenho saudades da visita que realizei, em tempos, à República Popular da China mas, mais ainda, seguramente que muito mais (!), daquela que ainda está por efetuar …!

Saudade!
Num tempo em que a República Popular da China assume uma centralidade nunca antes vista e que se afirma por si, esta minha carta adquire uma pertinência muito particular:
O Império do Meio com toda a pujança que lhe reconhecemos, vive diante de um dilema que importaria, de vez, resolver e que poderá como não vir a estrangulá-lo.
Bem sei que, provavelmente, não Vos temos dado a devida atenção no mérito que não poderá deixar de Vos ser reconhecido, temos, aliás, pago um elevado preço por isso (!) mas, o certo é que esse dilema Vos coloca desafios inadiáveis.
Encontra-se a República Popular da China numa encruzilhada entre a abertura política plena e o fechamento para-religioso e paranoico do seu vizinho peninsular do extremo oriental e da resolução deste dilema depende, não tenhamos dúvidas, a sua plena afirmação no concerto das nações!
É que não basta a liquidez que hoje Vos caracteriza …!
Como sabeis, nem tudo se resume a dinheiro, à sua liquidez ou não foram os dois sistemas que dizeis querer preservar …
Só que eles não terão sustentação sem a plena democratização a que as elites por Vós mesmos fomentadas, acarinhadas aspiram e sem as quais também não há crescimento e muito menos desenvolvimento.
Falta-Vos outro tipo de liquidez sem a qual a económico-financeira, que a tendes, esvair-se-á …
não tenhais disso quaisquer dúvidas!
Ainda hoje chegou ao meu conhecimento que Vos indignais contra a ocidentalização da Vossa cultura mas, não é o comunismo, ele próprio proto-cristão, um produto dessa mesma ocidentalização e por mais aplicado que o esteja!?
Não tenhais medo da abertura …!
O Meu Amigo já imaginou o que seria do Seu grande país se este viesse a ser varrido por convulsões semelhantes às que sacodem, de momento, o norte de África, perdendo toda a iniciativa que ainda podereis ter e que, no passado, já foram pré-anunciadas!?

Sodade …
Tenho, eu também, saudade do futuro!
De um futuro líquido, límpido e transparente sem o qual os povos não se conformam, como estes o demonstram por todo o lado e que, num tempo de tanta resignação quando não de iniquidade, importa sublinhar …!
Eu não Vos devo nada!
Na minha relação Convosco, se alguma dívida existe essa é aquela que o dinheiro não cobre e que apenas as liberdades podem resgatar!
Saudade.
Sodade é um sentimento íntimo que não pode ser quartado …
Saudade é uma ponte para o futuro que daqui, uma vez mais, interpelando, Vos lanço!
Vosso



seguir os links que, sucessivamente, das páginas ou posts Pecado Original e Sou Como Um Junco se vão abrindo






Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Janeiro de 2011

4 comentários:

manuela baptista disse...

saudades

de acreditar nos camaradas
nas bandeiras vermelhas
nas travessias de todos os desertos

desistir, já desisti de clamar pelo consumo dos produtos portugueses

de outro modo estaria para aqui às escuras sem pc nem candeeiro


Hu Jintao, vê lá se ouves,

porque não será todos os dias que recebes uma carta assim!

António Gallobar disse...

Simplesmente fantastica esta sua missiva... subscrevo completamente

ando há não sei quanto tempo a pregar nesse deserto...

Parabens e um bom ano

Linda Simões disse...

Sodade,

dos amigos queridos,ontem e hoje...


Abraço aos dois,aqui e ali.


Beijoquinhas,


Linda Simões

Evanir disse...

Que a felicidade te acompanhe sempre e que ela seja
sua companheira constante no decorrer desse Ano de 2012.
Sigamos avante, para o alto e com um sorriso no rosto! Paz e luz.
E já no final dessa primeira semana de Ano Novo.
Desejo um feliz e abençoado final de semana.
Vou continuar te seguindo e te amando sempre.
Beijos no coração.
Evanir