sábado, 8 de maio de 2010

AZUL

João Rosa Santos, esboços, 1986 (?)
Fotografia de Jaime Latino Ferreira
-
I
-
Azul te vejo
soberano monarca
da terra e do mar
da profundidade a perder-se no tempo e no espaço
em cuja célula
cor base
se perpetua o todo
todas as outras células que representa dinástico
e que às raízes da História
constitucional
sua trave
as aglutina
e interpela
raiado das outras
das cores do arco-íris
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Maio de 2010

6 comentários:

manuela baptista disse...

O poema está bonito!

...mas estás a falar de quem? de D. Duarte? do lápis do intemporal?

dos azuis?

não respondas a nada disto que eu hoje já não volto aqui...estou mais virada para o castanho, de gelado de chocolate!

Manuela

Vieira Calado disse...

O azul é o céu e o mar.

Por isso, reúne todas cores da vida.

Um abraço

Linda Simões disse...

Azul do pássaro da Manuela
Azul do monarca
Azul do mar...

E as outras cores do arco-íris
estamos esperando chegar...

E que venham ...Venham...


Um grande abraço,


Linda Simões

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


O gelado de chocolate estava bom, não estava!?

Já lá vai!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Maio de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

VIEIRA CALADO


Assim é, meu Caro, assim é!

Um grande Abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Março de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,

Isto é que está impaciente ...!

Beijos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Maio de 2010