quarta-feira, 5 de maio de 2010

ESBATIDO LUNAR

pintura de autor anónimo, nossa pertença
-
Esbatido lunar
sem ver hora nem lugar
esfuma-se no escuro e pernoite
a crueza em que me acoite
-
Batido que sou pelo açoite
que nos acirra e me afoite
não estou vencido a gritar
em lúgubre pântano sem ar
-
Que não me falte o que dar
venha o dia ou caia a noite
neste portal que é meu lar
-
É a sombra que me põe
como a bruma a sacar
o que me sai neste esgar
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 5 de Maio de 2010

9 comentários:

Maria Luisa Adães disse...

E assim se vai dando a conhecer...

De noite e no silêncio da noite
nos encontramos,
conversamos, divagamos, falamos de nossos sonhos
e nos vamos conhecendo aos poucos
e nunca acabamos,
por mais longa que seja a vida,

nunca nos conhecemos
nunca nos damos a conhecer!

Talvez isto não vá ao encontro do que escreveu - me desculpe - mas
tenta chegar ao seu "Eu".

E aqui fiquei a divagar...O espaço
e o silêncio, nos ajudam a fugir ao
quotidiano

Com amizade,

Maria Luísa

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA LUISA ADÃES


Querida Amiga,

Antes de mais reparei que se fez minha seguidora e eu agi em conformidade tendo-Lhe deixado uma réplica no Seu blogue e ao Seu poema Deixa-me Que Te Leve ...

Reforço-Lhe as boas vindas no desejo implícito que se sinta bem nesta casa!

Nunca nos conhecemos, escreve, vamo-nos conhecendo, replico, aliás, como também, mais acima, o diz.

Poema negro, digamos, nele reafirmo que não me conformo e por mais que pesem as nuvens ou as sombras que se perfilem no horizonte ...

Até aqui, nada de verdadeiramente novo na inconformidade que me vai caracterizando!

Agora, é como o escreve também, o espaço e o silêncio ajudam-nos a fugir ao quotidiano ou, se quiser, a destrinçar melhor na espuma dos dias!

Com amizade retribuída, Seu


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Maio de 2010

rosa-branca disse...

Qual silêncio esbatido na bruma, assim são, nossos sonhos desfeitos no mar em espuma. O poema é lindo. Beijo meu

manuela baptista disse...

Belo video de Pierrot Lunaire!! não conhecia...

fica mesmo bem com esse esbatido
ensombrado
assobiado açoite!

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

ROSA - BRANCA


Obrigado, ainda bem que gostou ...!

Desfeitos não diria que são os sonhos embora, por vezes, possa parecer que se desfazem.

Seja bem vinda, um beijo também eu Lhe dou


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Maio de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Também eu não conhecia esta versão do Pierrot Lunaire e apareceu-me por mero acaso ...


esbatido
e ensombrado
assobiado recado


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Maio de 2010

Filomena disse...

A lua quase escondida no silêncio da noite.


Goste muito Jaime e também gostei do vídeo


Beijinhos

Dulce AC disse...

"Que não me falte o que dar
venha o dia ou caia a noite
neste portal que é meu lar"

Mais palavras não são precisas.

Eu também...gostei muito da lua na noite neblina, da música e da pintura que envolta nas palavras
tranquilizou-me na paisagem de tão maravilhosa ...também por nos trazer o silêncio, por tantas vezes nele nos reencontrarmos com aquela paz que não sentiamos e que precisavamos muito viver...gostei mesmo muito..!

Obrigado meu Bom Querido Amigo Jaime..!
E um abraço de boa noite, tranquila.

E um Olá de SIM à Manuela...
vamos ver-nos em breve..!!
dulce

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA CLARO


Minha Querida,

Acabei de vir do Seu Em Segredo e estive quase quase ... mas o silêncio acabou por preponderar, talvez que medrando aquilo em que amanhã se venha a transformar ...!?

Ainda bem que gostou deste meu poema negro!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Maio de 2010