sexta-feira, 9 de abril de 2010

499

A Tita em 2006
-
A próxima página será a página quinhentos deste meu blogue!
Em comemoração do evento e em fascículos, decidi pois que a partir dela e começando pela introdução, irei dar início à publicação de uma história envolvendo como um dos seus personagens a nossa gata Tita, em nove capítulos, cada um uma página e constituindo cada uma delas uma fala, da gata ou minha, invariavelmente, como se em diálogo nos interrogássemos sobre tudo e rematadas todas, por fim, por um epílogo, a última página desta sequência, a voz da dona que à história lapidarmente a remata e que à celebração que ora se inicia encerrará.
O que se vai seguir e que feitas as contas se estenderá por onze páginas é um conto ou um diálogo, uma dramaturgia, fábula ou um ensaio filosófico e foi escrito no ano de 2006.
Excepcionalmente e pela primeira vez, irei pois editar trabalhos anteriores àqueles que neste meu blogue, feitos na hora e expressamente para ele, já se arquivam ...
Importa dizer, tão só e para contextualizar, que a nossa gata vive em regime livre e que a nossa casa está geminada com a de minha mãe que vive ao lado, rodeados por um jardim comum.
A fotografia que a esta página a encabeça data de então, era a Tita ainda muito jovem e a que a conclui é também da Tita mas tirada hoje mesmo;
As ilustrações, esboços ou simples rabiscos que a esta história a irão acompanhar, são de minha autoria;
E, finalmente, decidi publicar o que se seguirá sem acompanhamento musical em homenagem aos gatos que entre os mamíferos personificam, como poucos, o silêncio musical que tão bem sabem interiorizar.
Aqui e por ora, deixo-Vos, uma vez mais, com esta brilhante área de Rossini ...
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Abril de 2010
A Tita em 2010, hoje mesmo
-
NOTA DE 10 DE ABRIL
-
A morte de um Presidente da República de um Estado Democrático como o era Lech Kaczinski e ainda que num trágico acidente que a muitas outras individualidades representativas da Polónia também vitimou, é sempre, simbolicamente, a decapitação de um povo.
Presto aqui e agora as minhas sentidas homenagens ao Povo da Polónia com ele me associando na sua dor.
-
JLF

11 comentários:

Linda Simões disse...

Que Tita mais linda!

Fofa e luminosa!

Dá vontade de fazer denguinho...


Beijoquinhas,

bom final de semana a todos!

(Entre provas e correções,ai,ai!)

Filomena disse...

A Tita é o máximo!O Gaspar já teve oportunidade de a conhecer e tem andado a modos que apaixonado!

Vamos lá ver que história é essa.

Beijíssimos e bom fim de semana


Filomena

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,

Fofa e luminosa, é, não é!?

Entre provas e correcções ...

Sobrar-Lhe-á tempo para vir ler a história que aqui anuncio!?

A Tita diria que estes humanos dão-se cabo da cabeça por cada coisa ...!

Beijinhos e coragem


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA CLARO


Queridíssima,

Vai ver, vai e pode crer que a virtualíssima prenda que me deu, este blogue, se vai traduzindo em realidades cada vez mais palpáveis!

Beijissíssimos e um óptimo fim de semana também para Si


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Abril de 2010

manuela baptista disse...

Olá Gatos!

499 é o número de telefone da Tita, gatinha sem nome, gatita e na aflição da primeira consulta no veterinário "Como é que se chama a gata?"

-Gata!
-Gata?!
-heee, Tita...

Adoptou-nos e instalou-se, feita um posseiro dentro do nosso coração.

Filósofa também é! Todas as noites se interroga diante do céu e das estrelas e também reflecte sobre o direito territorial, expulsando todos os quadrúpedes que se atravessem à frente...

Este conto foi um presente do Jaime para mim e para ela.

Manuela

manuela baptista disse...

Filomena

a Tita também já viu a foto do Gaspar e pisou a tecla "enter"...

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

GATOS


Já agora, a informar que o conto me foi proporcionado e inspirado por um miau, o miau de reencontro da gata Tita ao chegarmos de férias!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA CLARO


Vê a Manuela ...!?

Ainda não começou a ser publicado e já ela se baba orgulhosa do conto que aí vem ...

Será a sua chancela um selo de segurança para Si?

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Madrinha de gatos,

Verdadeiramente inspirada, por estes dias, andas tu!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 10 de Abril de 2010

*Lisa_B* disse...

Lindo Jaime,
saudades....

Tenho aqui um fã de gatos e verdadeiro amante e protector dos abandonados, solitários gatinhos que como almas penadas aqui aparecem dentro de caixotes de cartão abandonados às portas de casa.

Estou com um problema...como gerir a ansiedade dele para esperar o final desses capítulos ?
Já me pergunta aqui como vão ser as próximas cenas e se a gata fala como os dele (nos seus contos ) ihihi.
Gostamos muito e dentro das possibilidades do que já deixei escrito na janela da Manuela...cá estaremos sempre que toda a tecnologia e tempo nos permita porque por nossa vontade não saíamos daqui e era uma cavaqueira pegada sobre concertinas, gatos, música, pintura num abraço de amizade, histórias de vida e cultura...

Quem sabe um dia?!

Ficam muitos beijinhos e a.m do Bruno.

Jaime Latino Ferreira disse...

LISA


Linda Amiga,

Diga lá ao Bruno que não me vou antecipar a contar a estória, ela sairá aos bochechos e o rapaz que tenha calma!!!

Muitos beijinhos para Si e um abraço apertado e de mão, ao Bruno


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 11 de Abril de 2010