terça-feira, 13 de abril de 2010

WITH THE CAT - IV - A HIPÓTESE CANINA

Jaime Latino Ferreira
-
( FALA DO ADOPTADO ... E DO CÃO )
-
Sempre gostei mais de cães.
Mais afectivos, exuberantemente afectivos, reconheço nos cães outra proximidade.
Um cão nunca dialogaria comigo no registo imputável a um gato, a gata Tita.
Não desconfiaria à flor da pele …!
Não se assumiria assim, sem que lhe restassem dúvidas sobre a sua própria inteligência!
Estaria disposto a rastejar ou a … morder-me de pronto!!
Um cão dialogaria comigo à medida da sua imensa excitação, correspondente ao seu êxtase transbordante no reconhecimento do paraíso:
-
Do paraíso e dos deuses que me acolhem
que me albergam
sem mais
no seu poder
que não me restringe do meu saber
-
Sabem os deuses julgar no seu lugar
finjo que aceito e corro
ao seu tratar
olho-os manso e dócil
a rastejar
-
Salto-lhes inteiro no seu regaço
troco desabrido o meu afecto
tem que o deus parar de me olhar
calar-me do amor que lhe quero dar
-
Faço com eles amor sem me dobrar
ao seu imenso pudor
que eu não sei ver
encosto-me esfuziante no rigor
de um dono que sei que quero ter
-
Acredito nele sem temer
acredito no deus que quero ser
-
Mesmo se sei que ser não é poder
-
( continua )

19 comentários:

manuela baptista disse...

Traídos os gatos,

apenas me resta ir dormir!

amanhã respondo ao cão...

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Pobre do bichano, bichano cão que ao contrário do gato é esfuziante e que terá de esperar até amanhã por uma resposta tua ... isto se o gato não der antes a sua resposta à altura!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Dulce AC disse...

Jaime...Olá..!!
Também ainda aqui vim, mas só para dizer um Olá e um, inevitável... até mais logo..!!
Voltarei...

Beijinhos de boa noite para os dois (Olá Manuela!).
dulce

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Olá Dulce ...!

Então, não se reviu na linha de pensamento do adoptado e pelo versejar do cão, personagens à parte!?

Até mais logo, um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Dulce AC disse...

"Um cão dialogaria comigo na medida da sua imensa excitação, correspondente ao seu êxtase transbordante no reconhecimento do paraíso"

Jaime Olá!
Porque pergunta..?!
Já aqui anteriormente o assumi, a minha preferência por cães.
Não é uma questão de traição mas antes e só uma questão de gostar mais...(Olá Manuela!)

Bom dia..!
Gostei muito desta parte que escreveu Jaime, deste escrito "A Hipótese Canina".

Beijinhos.
dulce ac

. intemporal . disse...

.

. amigo Jaime,,, .

.

. pessoal.mente adoro cães, por todos os motivos .

.

. em casa, tenho uma cadelita, a Siri Francisca Menezes [com Z] Fonseca dos Santos Jardim, o que me leva a des.confiar que ainda seja da familia do meu ex.patrão .

.

. a mãe é uma cocker pur.íssima e o pai um vira.lata danado para a brincadeira .

.

. assim, a minha Siri é uma coqueira, pois resulta do cruzamento da um cocker com um rafeiro .

.

. os gatos... digamos que são assim como as mulheres,,, nunca se sabe para onde estão virados e as oscilações de humor desassossegam.me .

.

. temos os exemplos da "nossa" Manuela e da "nossa" Branquinha, que ora sorriem, ora riem às gargalhadas ! .

.

. isto não é admissível !

. a pessoa equilibrada, ou sorri ou simples.mente ri ! .

.

. :))) .

.

. mas,,, sem elas o que seria de nós ... . a felicidade seria tamanha ao ponto de nos cansar . irremediavel.mente .

. :))) .

. a Sua escrita mantém o gesto de quem sabe escrever e acima de tudo de quem sabe o que escreve .

.

. e eu aprendo, aprendo, aprendo ... .

.

. os meus parabéns, ampla.mente continuados .

.

. e,,, o abraço total .

.

. com amizade, .

.

. paulo .

.

Brancamar disse...

Ah Jaime, ontem passei por aqui já depois das "palhaçadas" entre mim a Manuela e o Walter, percorri os seus três últimos posts, mas já vinha da Manuela quase a dormir, hoje venho mais lúcida, só vou a correr a uma consultinha e venho cá logo que chegue, é só para dizer que não me esqueci de si e parece que também tenho que responder aqui a uma provocação, mas acredito que quando chegar a Manuela já o fez pelas duas.

Até já então.
Beijinhos
Branca

manuela baptista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
manuela baptista disse...

...pois eu cá,

prefiro os pássaros!

dos soltinhos, lá fora no jardim...voam quando querem, não me mordem as canelas, não me arranham a mão direita, sempre cheia de marcas, não me lambem o nariz, não me destroem o tapete.

Mas o que é que querem, esta gatinha cismou para aqui! Fez uma ligação, criou um elo, resolveu ficar connosco, tomar conta de nós e se damos um suspiro de noite, vem logo a correr perguntar o que foi.

Os cães são como as crianças felizes, os olhos a brilhar, a língua de fora, fazem chichi nos tapetes, barulhentos, doidos para sair de casa.

Experimentem perguntar em voz alta, numa casa habitada por estas duas espécies:

-Vamos à rua?

e adivinhem quem é que chega primeiro...as crianças, com o chapéu na mão e o cão, com a trela na boca!

Claro que os cães são mais práticos. Quando vamos de férias podemos deixá-los com um amigo. Já as crianças, temos de as deixar com os avós ou os tios. E os gatos, não os entregamos a ninguém, porque aí, são eles que não deixam...

Mas de facto, entre

cães
gatos
e crianças

os mais difíceis de entender são os homens!

e então aqueles que descobrem nomes estranhos para os pobres dos cães?

como Siri, por exemplo, que é nome de caranguejo! No Brasil até há um prato delicioso chamado casquinha de siri, que é assim uma vieira ou concha, recheada com a pasta do siri, não da Siri Francisca, notem bem!

Se não acreditam, perguntem ao Walter, que é doidinho por coisas brasileiras e quanto mais gaúchas melhor...

Agora, para terminar, estou para aqui a rir! Mas daqui a nada já estarei a chorar, porque esta dicotomia entre dois pólos dá uma grande pancada e às vezes até nos esquecemos de olear as teclas dos pcs
e tropeçamos em comentários sem pés nem cabeça

como o meu!

Espero sinceramente, ter-vos provocado uma felicidade tamanha que já não consigam trabalhar o resto da tarde...

olás à Dulce,

beijinhos aos donos dos cães, das cadelinhas acanranguejadas e dos gatos e à Branquinha que está inocente até prova em contrário!

:)))) - estou a rir

;((( - estou a chorar

Manuela

recado ao Jaime: o comentário eliminado era meu, porque de tanto rir e chorar, fiquei baralhada...

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Minha Querida,

E gostos não se discutem nem se traiem uns aos outros!

Ainda bem que gostou ...!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

. INTEMPORAL .


Paulo,

Vê, vê como já as veio desinquietar!?

E agora eu que apanhe os cacos!

Obrigado e um abraço de grande amizade


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Minha Querida Amiga,

Sendo certo que é sempre um prazer revê-La previno-A, no entanto, para que, se se querem esgatanhar, esgatanhem-se à vontade que eu nem para árbitro sirvo ... talvez o Paulo!?

Beijinhos, Vosso


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Uf!

Vá lá, espicaçaste-os mas não me meteste ao barulho a não ser na qualidade que não tenho como regatear ... a de ser homem ...!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Brancamar disse...

Jaime,

Já mais viva e lúcida que ontem à noite, li o texto com muito gosto. A minha preferência também vai pelos cães, tive muitos desde pequena, ao primeiro vestia-lhe as minhas roupas de bébé e ele deixava-me fazer tudo e defendia-me de todos os perigos numa infância em que ainda se brincava muito na rua, nos passeios à porta de casa com os vizinhos, jogando à sameira, em viagens em cima de carros de bois, com os lavradores, outras vezes com os rapazes jogando o arco, eu era uma Maria-rapaz até ir para a escola. Em dois ou três anos fui mecânica, trolha, lavradeira e outras coisas mais e o desgraçado do cão sempre atràs de mim. Um dia em que me viu entrar num túnel junto à berma da estrada, que transportava a água dos lavradores até aos campos, mas que estava seco durante o dia e desconhecendo que eu saía logo por outro lado mais à frente, o bichinho foi a correr puxar o meu pai pelas calças e não lhe largou os dentes das mesmas sem o levar até à entrada do buraco por onde me viu entrar, nesse momento já eu saía por outro buraco, enquanto ele aflito continuava aos saltos.
Os gatos não fazem estas coisas, gosto da beleza deles, dos olhos, gosto de os observar ao longe, tenho algum carinho por eles, adoro fotografia de gatos, mas não tenho apetência para ter uma relação muito directa com eles.

Aquele meu primeiro cão, que me foi dado aos 4 anos, era branquinho, chamava-se Ventino, porque nasceu no Monte Aventino, hoje uma zona nobre da cidade onde foi construída a Praça Francisco Sá Carneiro, as Antas, o antigo Estádio das Antas e muita coisa mais..., apesar de o Ventino não ser da família Menezes [com Z] Fonseca dos Santos Jardim, como uma cadelita que eu conheço e que por acaso até é muito linda e que coitada teve o azar de ir parar a casa de um dono que não sabe rir, mas quando ri diz que se desfaz todo, qualquer dia fica escangalhadito e não tem conserto.
Manuela, juro que estou inocente, eles querem atacar-nos e o dono da Siri (coitadinha, gosto tanto dela),só de imaginá-la a dar ao rabo e ter um dono com tão mau feitio...mas dizia eu que ele, aquele Paulinho é danadinho para dar o braço a torcer, mas disfarçadamente lá foi dizendo.
"mas,,, sem elas o que seria de nós..."

Adorei o texto Jaime e vou para o seguinte daqui a pouco.

Beijinhos
Branca

P.S. Este é um daqueles comentários malucos. Como diz a Manuela já andamos despassaradas de todo entre blogues de homens, bicicletas voadoras, pássaros e jardins de flores. Estou tonta.

manuela baptista disse...

Ó Branca!

e ainda a procissão de gatos vai no adro...

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Minha Querida,

Vai-me perdoar a brincadeira mas gostava de saber porque é que uma história de gatos, no único capítulo em que entra fala de cão, provoca tanta ... ladração!?

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Abril de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


E olha que na procissão ... não ladro!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 15 de Abril de 2010

Linda Simões disse...

"Acredito nele sem temer
acredito no deus que quero ser
-
Mesmo se sei que ser não é poder"


Achei de uma majestade sem par!


Sem mais para agora,


muitos beijinhos

Manuela,Dulce,José


Jaime, cada vez que venho aqui, fico embevecida.

Eita!


Mais beijinhos

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,

Ah ...!

Touché!!!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Abril de 2010