quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR

( ... )

Sinto-me, obviamente, compelido a publicar a imagem ( do fundo da página ), por imperativos éticos e de cidadania.
Por Braga e - parece de propósito... - de Carnaval à ilharga, são apreendidos pela PSP, supõe-se que para averiguações ou (pior) por eventual atentado à moral pública, alguns exemplares de um livro de pintura, em feira de segundas-mãos, que ostentava na capa a imagem ( abaixo ), da autoria de Gustave Courbet (1819-1877).
Título da obra: A Origem do Mundo. Óbvio, não é? Por mim, não conheço ninguém que não tenha ali colhido evocação da sua mãe... (já que no século XIX as provetas ainda não eram utilizadas na fecundação).
Nem me dou ao trabalho de procurar culpas nas fraquezas da PSP ou em atavismos retrógrados, mais ou menos de sacristia. Mas abismo-me (ainda, vejam lá!...) com o monumento à estupidez que tal acto consagra, em pleno ano da graça de 2009!
( ... )
Será que não se pode exterminá-los, a esses Cereberos de pacotilha, guardiães de algo que ninguém sabe definir muito bem o que é e apenas medra nas cabeças infectas dos recalcados?
Que dizer, então, da exposição peniana de Adão, na Capela Sistina? Pornografia? Por amor de Deus!...
in Sete Mares, Jorge de Castro, página de 24 de Fevereiro de 2009
-
http://www.youtube.com/watch?v=NAerTz_c8nc
-
POR AMOR DE DEUS
-
Por amor de Deus
Deixai-vos de entrudos
Dizia por lá Zeus
Ao ver tais cabeçudos
-
Por amor da Santa
Trocai-vos por miúdos
A estupidez é tanta
Zombai destes viúvos
-
Tenho como meus
Partes e caducos
Sois uns filisteus
Armados em eunucos
-
Por amor de Deus
Mostrai que atrás de muros
Há mais do que os teus
Puritanismos duros
-
Duro é quando o sexo rejubila
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Fevereiro de 2009, em primeira mão in Sete Mares
-
REFLEXÕES FINAIS À VOLTA DE TIQUES INQUISITORIAIS
-
O que é que é mais natural, um corpo nu ou um corpo vestido?
O que é que é mais natural, a abstinência ou a prática sexual?
Onde reside acrescida legitimidade, cristã incluída, naquela em que os homens e mulheres se matam ou naquela em que se amam uns aos outros?
O que é que legitima a Fé, ter medo do mundo vendo nele, em permanência, um factor de corrupção e dissolução de costumes susceptíveis de fazerem esboroar os paradigmas, da Sagrada Família incluída, o que constitui, em si mesmo, uma patente carência de Fé ou não ter medo nem se sentir acossado, de todo, pelas mudanças vertiginosas e irresistíveis dos tempos?
Se nos cingíssemos ao que é ou deixa de ser natural, não teríamos saído da Idade da Pedra ou nem sequer teríamos entrado nela e a Igreja, essa, não existiria de todo.
Eu não quero ver a minha Igreja transformada numa seita de fanáticos obsoletos!
Não deixai o sexo rejubilar e depois, não vos queixais da quebra da natalidade!!
É muito mais difícil viver e crescer em Liberdade, ai isso é, se é, mas vale o esforço!!!
-
Parábola de Adão e Eva
-
Uma serpente insinua-se seduzindo o rijo tronco e diz:
Quereis ser donos dos vossos destinos?
Então multiplicai-vos e crescei que o mesmo é dizer recriai-vos, outra forma de vos multiplicardes!
-
Diz, por fim, Jessye Norman no final da ária que se segue, traduzido do alemão:
-
Vivo sózinha
No meu céu
No meu amor
Na minha canção
-
Coisa mais bonita
não há
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 25 de Fevereiro de 2009
A Origem do Mundo de Gustave Courbet, 1866

15 comentários:

OrCa disse...

Invocaste-me. Cá me tens.

Não são tristes os dias, mas sim os construtores compulsivos de paradigmas e os seus seguidores acríticos.

Não será por triste sina nem por especial propensão para o fado que estes «disparates» ocorrem neste nosso solarengo recanto.

Mas é, decerto, uma praga, uma peste que colhe na incultura terreno fértil para os seus recorrentes surgimentos - se é que alguma vez desaparecem...!.

Da expulsão do paraíso ficou-me esse castigo por se ter mordido a maçã do Saber. É pela falta que ele, o Saber, nos faz que estas manifestações ocorrem.

O Saber, a realização pessoal em comunhão com o Outro, por onde passa, também, a satisfação sexual, essas serão as coordenadas que aos poderes estabelecidos pouco interessam, porque minam os caminhos da dominação.

Enfim, tudo tão velho quanto a História do mundo.

Um grande abraço.

jaime latino ferreira disse...

ORCA

Meu Caro Jorge,

Há coisas que de tão velhas, relhas, nos sujeitam ao risco de tudo fazer regredir!

Ah, quem leia reflexo os textos de Adão e Eva não se contentando com leituras integristas, lineares ou fundamentalistas!!

Quem tenha o sexo na cabeça balanceado pelo coração, se reveja, simultaneamente Eva ou Adão e o saber como inevitável, irrecusável!!!

E aos poderes fátuos os saiba como papões ou tigres de papel perecíveis à mais leve brisa do ar!!!!

Vivemos num tempo de decisões inadiáveis, corajosas também onde, definitivamente, se ultrapassem pela sua resolução livre, bloqueamentos que se perdem no tempo, castradores e insuportáveis ou tudo tenderá, de tão relho, a recolocar-se de feição a todos os fundamentalismos ...

Paradoxalmente que possa parecer ... contra a Fé que ou se quer livre ou não existirá de todo.

Eu acredito!

Abraços grandes energicamente retribuidos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Fevereiro de 2009

manuela baptista disse...

Não invocámos os cavalheiros?!

Pois agora aqui os temos acompanhados da árvore do mal e de uns pais zelosos, que levando os seus rebentos a brincar dentro de uma tenda com livros, transformada em tenda de Circo cheia de macacos, se chocaram com uma capa de livro sobre pintura (?).

Primeiro: os pais e as crianças deviam ter ido ao cinema ver o "Hotel para Cães" dobrado em português que é uma coisa muito mais assustadora do que uma ida ao ginecologista.

Segundo: os igualmente zelosos polícias podiam visitar outras feiras, de enchidos por exemplo, que são muito mais pornográficos do que a pintura em questão.

Terceiro: quanto ao resto pronuncio-me mais tarde, porque agora vou passear.

Os Poetas são tramados!!

Manuela Baptista

Anónimo disse...

Olá, Jaime e Manuela. Tenho saudades deste vosso canto, mas o tempo tem escasseado. Passei só para um "Hallo" e claro que não pude deixar de sorrir com o texto. Cada um....tem o país que merece...já alguém, dizia!
MM

jaime latino ferreira disse...

A TRAMAÇÃO POÉTICA


É como a Ética

Não se ilude na fonética

Nem regateia a Estética

-.-

É um imenso caudal

Que deita no lamaçal

Os que confundem o mal

-.-

Se o trauteiam com aval

Que triste e que patética

Figura de carnaval


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Fevereiro de 2009

manuela baptista disse...

Para a Filomena, sobre "A Vida"

Às vezes sinto assim um buraco
A doer dentro do peito
Como se fora poço naúsea grito
Cada inspirar é um filme a preto e branco
Medo em memória transformada
Percepção inquieta de infinito

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Sinal de Contradição

Quando a Igreja Católica se afasta do Mistério, espinha dorsal da Fé,e perde tempo a julgar e a condenar o que de mais íntimo existe em cada homem e em cada mulher, quando fala até à exaustão em "acolher" ou em "acolhimento" e exclui da comunhão os divorciados e os homosexuais, qualquer coisa assim:

"Convido-te e acolho-te na minha casa, mas como tens olhos castanhos não podes jantar comigo nem com os outros convidados. Ficas a ver."

Quando isto acontece também não é natural! Não é natural ser tão prepotente, tão enfadonha, tão mesquinha, tão pouco cristã.
É esta a sua contradição.

Tenho uma enorme admiração por alguns padres, bons e compassivos ou seja Amorosos, pois a compaixão é amor, não é pena, e que se vêem junto das pessoas reais, não imaginárias, com os seus problemas, com as suas penas, com os seus amores e desamores e aí naturalmente os acolhem e graças a Deus desobedecem à Santa Sé ou à conferência episcopal ou lá o que é!

Junto de mim a Igreja não se tornará uma seita, porque eu não me calo.

A César o que é de César, a Deus tudo o que é de uma humanidade que tem por missão ser mais feliz.

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

"Sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura"

Fernando Pessoa


Infelizmente o nosso país é cada vez (assustadoramente) mais do seu tamanho ... pequenino, quase minúsculo, prestes a desaparecer.

Não há comentários sobre tanta ignorância e prepotência.
Não há nada que possa ser dito que não seja indignação.


Digo como a Manuela,junto de mim o nosso país não se tornará numa coutada de franco atiradores peritos em cortar fitas (desculpem, peritos em apresentações em powerpoint!!), porque eu não me calo.

1 abraço.
Ana Cristina

Filomena disse...

Boa noite,

Manuela
Este seu último comentário sobre alguns padres Amorosos é tão verdade!
Conheço poucos assim. Conheço muito especialmente um, que prega o Amor em toda a sua essência e no que ele tem de mais belo. Um homem, que falando sobre os casamentos homosexuais e sobre o facto de estes poderem adoptar crianças, os defende com muita garra pois, como ele diz" se há quem no mundo ame e crie uma criança como deve ser que importa que sejam um pai ou uma mãe ou que sejam duas pessoas do mesmo sexo?", porque como ele diz "quem sabe dar o Amor é bem vindo à casa de Deus".

Um beijo de boas noites

Filomena

manuela baptista disse...

Assim é que é Ana Cristina!
Não quer voltar para Cascais?

Grande Padre, Filomena!
Eu penso que uma criança precisa de um Pai e de uma Mãe, mas...

Mas se um casal heterosexual fosse a única garantia para uma criança ser amada e feliz não seriam necessárias CPCJ, Centros de Acolhimento ou Internatos, não era?

Manuela Baptista

Filomena disse...

Pois lá está!

São as duas faces da moeda.

Um grande beijinho

jaime latino ferreira disse...

AS DUAS FACES


Tenho duas faces

E muitas há entre elas duas

Uma que me diz

Faz-me das tuas

A outra que não cala a amargura


Tenho duas faces

De texturas

Complementares na sua formosura

Delas eu as dispo da usura

Mansas se acolhem de ternura


Tenho duas faces

E uma à outra se ligam como uma

Que dando ao meu perfil minha moldura

Ao quadro lhe dão coloratura


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Fevereiro de 2009

Linda Simões disse...

...Liberdade.Crescimento.Pensamento. liberdade!

...

Abaixo a mentira enclausurada,que não mostra sua face...!?

Liberdade.Saber.Saber SER.

...

Um abraço

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Querida Amiga,

Numa viagem ao passado que é sempre presente, a Linda, vinda de Setembro de 2009 aterra aqui e proclama para quem a queira ouvir, coisa a que sempre me disponho e corroboro:

Liberdade!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Setembro de 2009

Anónimo disse...

ler todo o blog, muito bom