terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Poetas


O Poeta

Chega em Setembro, com o manso dos dias com a leveza do ar. A vila parece outra, mais limpa e acolhedora, com tempo para conversar; no hotel respira-se espaço e tranquilidade.
As empregadas dos quartos sabem que se levanta cedo, que gosta do quarto arrumado após o passeio da manhã; alegram-se com a sua simpatia, riem-se das suas graças no meio de uma enorme algazarra.
O chefe de mesa reserva-lhe o melhor lugar junto às janelas, arrasta-se em diálogo fácil e faz-lhe confidências ao jantar.
Conta-lhe histórias de hóspedes célebres, de famílias da terra, riquezas e ruínas vindas do mar, amores antigos e bastardias, metade vida metade lenda.
O azul inspira-o e escrevinha blocos e ilustra folhas e fotografa ângulos e objectos em quem ninguém repara, mas que ele transforma em versos bonitos.
A varanda do bar, torreão de madeira homenageando o Castelo, recebe-o ao entardecer contemplando o laranja do sol poente reflectido em chamas nos vermelhos Bloody Mary.
E o homem e o poeta respiram em uníssono e repousam das dúvidas, das angústias, das desilusões e dos silêncios, desconstruindo sonhos com a esperança intacta de um menino confiante e terno.


Manuela Baptista
De "Instantes com Mar ao Fundo" Outubro de 2008



19 comentários:

Filomena disse...

Manuela,

Simplesmente belo este texto.
Engraçado que escrevinhei agora mesmo umas linhas sobre ser poeta.

Interessantes estes pensamentos quase em uníssono.
Se calhar venho aqui tirar as últimas linhas do seu texto que gostei muito especialmente.

Um beijo aos dois

Filomena

jaime latino ferreira disse...

EMOÇÃO ESTÉTICA


Minha Querida,

Embora já conhecesse o texto daquela linda edição de dois exemplares que tu fizeste, ilustrada com desenhos teus que, infelizmente, ainda não sabemos como arrastar para aqui, este conjunto alternativo, não menos belo, provocou-me o tal arrepio que a emoção estética desencadeia ...

Vem do fundo da alma e espraia-se tendo por veículo a espinal medula pelo corpo todo até aos olhos que se embaceiam, bombeada pelo coração!

Um beijo de amor

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Fevereiro de 2009

manuela baptista disse...

Para o Jaime,

a Poesia é uma Odisseia no Espaço.

Para a Filomena,

muitas vezes caminhamos juntos sem darmos por isso, mas é muito bom ter a consciência de que se viaja acompanhado.

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

Manuela e Jaime

Acho que conheço esse lugar e tenho um dos desenhos da Manuela.

Felizarda,eu!

Esses dias de Setembro devem fazer história e ser eles mesmos ums história.

Excelente escolha,findo o ruído de Agosto,serena,intimista,com o mar azul a banhar a varanda do hotel e a serra verde que circunda o Castelo.
Acho que conheço,não acham!!?

Moledo estava magnífico hoje nesta 3ª.feira de Carnaval;envio-vos o cheiro a sargaço e a luz de uma rochinha banhada pela água salgada na praia de Moledo,onde as gaivotas poisam sempre que há baixa-mar!

Beijinhos.

(Jaime,a calma fica-lhe bem ;)e o blog tem sempre uma subtil "ladra" que o toma de assalto !!!)

Ana Cristina/Nini

Paula Raposo disse...

Muito belo Manuela! O poeta é assim mesmo...beijos.

jaime latino ferreira disse...

HOTEL DO MAR


O Hotel do Mar em Sesimbra é ... maravilhoso!

São de lá os apontamentos sobre o Poeta de minha mulher.

Há dois anos, à palma da estadia de oito dias que por lá gozámos, dei-me ao trabalho de fazer um livrinho sobre aquele específico lugar, como se para ele olhasse como um museu de arte contemporânea verdadeiramente interactivo, no qual juntei ao texto, a fotografia e o desenho.

Como a Ana Cristina bem sabe e descreve, o Hotel do Mar é um lugar inspirador!

A Nini também já vai aprendendo a conhecer-me e o cheiro a sargaços da magnífica Moledo também a inspiram.

Beijinhos para todos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Fevereiro de 2009

manuela baptista disse...

Obrigada Paula! Os poetas têm muitas formas, mas enquadrados pelo mar manso vestem-se de escamas e algas, às vezes transformam-se em peixes...

Ana Cristina,

tenho outras histórias em Setembro e o Hotel do Mar,desenhado por um artista do tempo em que os espaços eram pensados para as pessoas, não esquecendo a história dos lugares, detem o privilégio de ser inspirador de dois livros, um do Jaime e outro meu.

Obrigada pelo cheiro a sargaço e a mar do Norte!

Manuela Baptista

jaime latino ferreira disse...

COGITAÇÃO


Levado pelo entusiasmo da escrita dei por mim, à posteriori, a pensar no significado de uns olhos que se embaceiam ...!

Ceiam é coisa estranha que , quanto muito, se encaixa na conjugação do verbo cear na terceira pessoa do plural mas que, prefixado de um emba, sugere uma ceia pré-comprada em embalagens a fornecer ao domicílio.

E eu, francamente, não estou a ver olhos que se tragam embalados e muito menos a cear!

A minha emoção estética galopa e freada de tanta comoção auto-censuro-me o ( e ) que inadvertida e entusiasticamente aos olhos lhes aduzi purificando-os, por fim, verdadeiramente embaciados.

Enxugo-os, discretamente, com um lenço ...


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Fevereiro de 2009

Alexandra disse...

Richard Strauss, Dead Poet's Society e este belo texto. A sua união é de uma beleza extraordinária! Parabéns!

Deixo uma das partes mais significativas (para mim) deste belíssimo filme que tão bem foi associado.

http://www.youtube.com/watch?v=Ppqb0t_B0KY

Uma boa noite.

jaime latino ferreira disse...

ALEXANDRA

Querida Amiga,

Deixo-Lhe aqui uma nota que remete para a página Saber Estar onde Lhe foi atribuído um prémio.

Vá lá ver, s.f.f.

Uma boa noite para Si também e para todos e obrigado pelo endereço que nos sugere


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Fevereiro de 2009

jaime latino ferreira disse...

CARPE DIEM


Esta expressão em latim significa colher, agarrar o dia, aproveitar o momento.

Foi extraída do excerto do Clube dos Poetas Mortos, sugerido no endereço deixado por Alexandra.

É também um momento muito bonito do filme referido e remete para as fotografias dos antigos alunos guardadas entre os troféus em vitrinas no Colégio onde decorre a acção que ao ouvido daqueles que na hora o frequentam e pela boca de Robbie Williams sussura qual apelativo conselho, aproveitai-o, aproveitai-o!

Aproveita-o meus queridos, queridas leitoras tão bem como o poderdes já que hoje o temos, amanhã se verá!

Um bom dia para todos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 25 de Fevereiro de 2009

manuela baptista disse...

"O Captain my Captain! our fearful trip is done,
The ship has weathered every rack, the prize we sought is won,"

Walt Whitman

Quando no final do filme "Dead Poet's Society" os alunos se afirmam dizendo as primeiras frases do poema,sentimos que só um professor excepcional, amante de poesia e um ser humano invulgar lhes poderia deixar no coração estas sementes de coragem e de sensibilidade.

Pudessem todos os jovens ter pelo menos um professor assim, durante o seu percurso escolar!

Manuela Baptista

Graça Lopes disse...

Olá Jaime,
olá Manuela,
"Conhecer-vos" tem sido um prazer!
Não comento, por não querer parecer bajuladora, pois o que tenho para vos dizer é que gosto do que vejo, do que leio e do que ouço.
Por isso aceitem-me como visitante silenciosa mas grande admiradora vossa.
Um abraço aos poetas!

jaime latino ferreira disse...

GRAÇA LOPES

Boa Amiga,

Que mais nos faltava senão aceitá-la como visitante silenciosa!

No silêncio escondem-se todas as perguntas, reflexões, poemas e a música também ...

Nele tudo está implícito.

Esteja à vontade que ninguém Lhe levará a mal!

Um beijinho de nós dois


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 25 de Fevereiro de 2009

Filomena disse...

Menino e Meninas!

Só passei para me deliciar com os comentários e para lhes desejar boa-noite.

Ó Jaime, o menino vai ser o bendito fruto entre as mulheres!!
Isto assim não está bem!
Vamos Cavalheiros, entrem e falem sem medo. Nós até somos boas meninas!

Vá Lá, Coragem!

Filomena

manuela baptista disse...

Sem Ruído

Encontram-se no silêncio das noites
Dedos ágeis agitam letras e sinais
Partilham sonhos comovidos e atentos
Como pássaros nocturnos em catedrais

Manuela Baptista

Alexandra disse...

Jaime, agradeço o prémio mas se não fosse a excelência das primeiras palavras o resultado talvez não fosse o mesmo. Portanto, o mérito é todo seu/vosso!

Obrigado!

Manuela, tirou-me as palavras "dos dedos"... é exactamente isso que penso, até porque tive a felicidade de ter dois professores com essas características. Um na escola e outro na faculdade.Com outro tipo de matérias, é certo, mas o resultado é precisamente o mesmo!

Acredite, tenho saudades deles.

Tenham uma óptima noite!

jaime latino ferreira disse...

FRUTO

Querida Filomena,

Essa do bendito fruto sugere-me:

Alto lá que se o sou entre as mulheres e de uma delas, naturalmente, fruto, é bom que não haja confusões!

Dou-Lhe inteira razão, a rapaziada anda feita num enconanço, desculpem-me o mau jeito (!), constrangedor!!

Até parece que já nem há homens ou poucos, tal é a falta de à vontade que demonstram em circular assim entre elas!!!

Ou deixaram de sonhar comovidos e atentos, dispersos entre letras e sinais e perdidos em busca de identidade própria!?

Cair-lhes-ão os parentes na lama, quais slumdogs por conviverem assim no meio delas!??

Temerão ficar assexuados ou, num puritanismo besta, perder a virilidade!???

Tem toda a razão, Filomena, desembestem-se e tenham coragem!

P.S.

Estou a trabalhar uma nova página em que me socorro de um cavalheiro meu amigo, a ver se ele ou outros aparecem à liça.


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 25 de Fevereiro de 2009

jaime latino ferreira disse...

ALEXANDRA

Minha Querida,

Diz o poeta:

Se será certo o que afirma, a verdade é que há sempre uma palavra que enche o copo ou que perfaz as duas dezenas de intervenções e essa, com todo o mérito, foi Sua.

Não regateie o mérito que Lhe é devido, boa noite e um beijinho

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 25 de Fevereiro de 2009