segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O QUE AQUI SE PASSA

O que aqui, neste meu blogue, se passa vai das caixas de comentários para as primeiras páginas, vulgo posts, vice-versa, num encadeado para o qual faço, persistentemente, com todos os que comigo interagem, por acontecer.
Não raro, os conteúdos das minhas caixas de comentários saltam para as primeiras páginas e vice-versa, num fio condutor que umas às outras as entrelaça em enredo e tal vem-me dando acrescida e enorme satisfação.
Nesta minha bem-aventurada ignorância informática, foi o que acabou por acontecer na
caixa de comentários de há duas páginas atrás, quando Intemporal involuntariamente ou não, me forneceu as pistas que agora me permitem, finalmente, escrever aqui e por extenso, o título genérico da minha Obra, ensaística que percorre todos os géneros literários, que há mais de vinte e um anos, muito antes de criado este meu blogue, não paro de desenvolver, a saber:
-
Ensaio Sobre a Relatividade em Linguagem Comum
E = mc2
{ Energia = [ massa ( cérebro x cérebro ) ] }
-
Eis, completo, o título do que aqui, sistémico, se desenvolve e que tem uma relação íntima com a música, essa linguagem que sublima e que à palavra a relativiza, universaliza, sem consentir, contudo, que de tudo seja feita e a começar pela própria palavra, pura e simplesmente, tábua rasa.
Eu bem sei que c, na equação de Einstein, se reporta à velocidade da luz mas o que se passa no cérebro a ela própria a ultrapassa ...!
Casuisticamente, Intemporal conduziu-me ao que ainda não tinha conseguido, aqui, concretizar:
O título, na interacção primeira que desde sempre faço por valorizar quando não por estimular e que apela a que comigo, expressamente, os meus leitores interajam ( cérebro x cérebro ), operação que, na matemática, os parêntesis curvos indicam que se faça em primeiro lugar e pela qual se reforçam as identidades, a massa que multiplicada por c2, operacionalidade segunda que os parêntesis rectos sugerem que, a seguir, se concretize, resulta em Energia acrescida.
Posto o acento, a ênfase na interacção individual e por esta via exponenciada a massa que com ela se multiplica, o resultado só pode ser acrescentado e traduzido em valia energética que aqui, finalmente, me proporcionou escrever por extenso o título que, embora já aflorado, me faltava, porém, tornar completamente explícito!
No sistema, é o que se designa pelo que se encontra entre chavetas { }, que me liga a cada um de Vós, tal é o que ambiciono que por aqui, mais e mais, possa, continuadamente, vir a acontecer em valia energética que se exponencie.
Aqui e agora, a Intemporal o meu bem haja!
-
Sequências
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 22 de Novembro de 2010

14 comentários:

manuela baptista disse...

E.svoaço )_(

traço______________________________

sou da .massa. dos que não desistem

ainda me espanto

com 2 = ||

cérebros??

desintegro núcleos de átomos [][][][][][][][][][][][][][][][][][][][]

relativo ou absoluto?

Paulinho, Paulinho...gracias!!!

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Espanta-me, força de expressão (!), que tão efusivamente agradeças ao Paulo as sugestões que ele me deu e que me permitiram, finalmente, escrever o título integral de tudo o que aqui vai transcorrendo!

Ouviu, Paulo!?

Já somos dois!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Novembro de 2010

. intemporal . disse...

.

. nada tem . nada têm que me agradecer . eu é que Lhe/Vos agradeço .

.

. logo eu que sou um leigo nestas matérias das massas .

.

. por ora líquidas nas químicas que nos unem .

.

. e ainda bem ! .

.

. cérebro x cérebro sim, eis criada a sinergia, porque é pela importância da questão individual que emerge a consciêncialização colectiva e que o pequeno se faz grande .

.

. já pensou, querido jaime, que a única constante deste mundo contemporâneo é a mudança? .

.

.

. repito, a única constante é a mudança .

.

.

. já pensou, querido jaime, que é criando sinergias através da discussão dos princípios que se faz a escolha? .

.

. mudança . princípios . escolha .

.

. deixo.Lhe este tema para uma sinergia futura . mais actual do que nunca, num mundo onde a rapidez conta mais do que tudo o resto, num mundo onde só com eficiência e eficácia forte.mente aliadas se pode atingir um lugar cimeiro .

.

. a gestão está forte.mente associada à felicidade, já pensou nisso ? . nunca tal se verificou no passado .

.

"Você deve ser a própria mudança que deseja ver no mundo."
(Mahatma Gandhi)

.

. a diferença faz.se agora pelo detalhe e é pelo detalhe que começa a mudança .

.

. é pela análise das pequenas coisas, dos pormenores que poderemos melhorar o que de grande já existe .

.

. caso assim não seja podemos então fechar as portas .

.

. abraço.O .

.

. paulo .

.

. e, como já tive oportunidade de dizer hoje à manuela, vamos des.tecer a burocracia à essência da sua estrita necessidade .

.

. a burocracia há muito que defende o seu "status quo" quando o seu "quo" há muito que deixou de ter "status" .

. e será pela mudança dos detalhes que tal será possível .

.

manuela baptista disse...

ups!

então

quando estivermos assim num estado líquido, mas mais presente,

digo

mais, tu cá tu lá, eu abalançar-me-ei a desenvolver a gestão da felicidade

porque sim! eu sou a mudança que quero ver no mundo

...e dou a vez ao Jaime, porque afinal, o blog é dele...

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Caríssimo,

A mudança sempre foi, hoje mais acelarada, convenhamos, uma constante do mundo ...!

Em matemática, constante ou valor que é invariável tal como os princípios constituem leis ou máximas, sentenças que se têm por ... constantes.

Portanto a mudança é, em si mesma, por ser constante, ela própria um princípio, princípio esse que nos obriga, evidentemente, a escolhas!

Se já pensei, querido Paulo, ser da interacção matematicamente formulada como cérebro x cérebro e tendo por base o que se toma por constante ou imutável que se potenciam sinergias, isto é, esforço adicional e colectivo ou simultâneo de diversos órgãos e músculos, a massa, portanto, que se fazem as escolhas!?

Se o não tivesse pensado, não teria chegado a esta reformulação ou transposição sumária da fórmula de Einstein, não Lhe parece!?

E a tal ponto que dela releva, como escreve a questão individual na emergência da consciencialização colectiva e de como nela o pequeno se faz grande!

Sinergia futura ...

Gestão ...

E já terá pensado, querido Amigo, até que ponto não é o que neste meu blogue vai transcorrendo, um enorme esforço de gestão que a ele o antecede e nele se vai mutando, constantemente mudando em associação permanente com a felicidade e a ela a alimentando pelo implícito esforço criativo a que a própria gestão obriga!?

Evidentemente que Gandhi tem toda a razão, se eu não mudar, como poderei mudar!?

E finalmente, o Paulo também a tem quando sublinha que é pelo pormenor que se destaca a diferença!

Sinergias sintonizadas, será!?

Um grande Abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


O blogue poderá ser meu mas tu és a própria mudança que nele, também, por tua via se reflecte ...

Portanto, está à vontade!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

AQUI I


14 050 = + 190 visitas nas últimas 24 horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Novembro de 2010

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

Nem sei que dizer de tão brilhante e iluminado texto e dos outros que aqui, nesta caixa, como explicito resultado da sua espantosa equação, em energia se manifestam.

Se, o energético resultado da massa que cerebralmente nos cria e recria, nos inventa e modifica, é por si só a evidencia do enorme poder criativo que nos está concedido por natureza, calculemos o que pode ser em revolução, o efeito da multiplicação ao quadrado de tal poder de criação.

Nem sei o que dizer mais, para além do que aqui encontro, notavelmente demonstrado!!!!

Um beijinho sinergético, extensivo a todas as partículas.

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida amiga,

... sinergeticamente desfeito em partículas ...!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Novembro de 2010

manuela baptista disse...

as partículas

as outras

agradecem!

e dão-lhe um beijo, Maria João

manuela

Linda Simões disse...

E eu,

desse lado do oceano

particularmente

não vou dar opinião,

pois posso desintegrar

a minha massa encefálica

hehehehe


Beijinhos eu envio


sem medo


hehehehe


Linda Simões

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Vês, aí tens as nossas partículas a exponenciarem-se sinergeticamente!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Lindinha,

... não tenha mesmo medo porque a massa encefálica não se desintegra assim!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

AQUI II


14 250 = + 200 visitas nas últimas 24 horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 24 de Novembro de 2010