sábado, 13 de novembro de 2010

OLHANDO PARA LÁ


looking out the window ..., Ursula I Abresch
-
Afasto as cortinas
e olhando para lá delas
outras e sempre mais se interpõem
a perder de vista
-
E mais e mais
-
Procuro um cais
porto de abrigo onde possa repousar
-
Aqui
junto a mim
me diz que sim
-
Seguro
confiante
permanente
-
E revolvendo-as
às cortinas como às páginas de um livro
qual quixote e seus moinhos
ao que procuro encontro
e com elas
decidido me confronto
-
do que se vê para lá do que se vê, no dia da libertação de Aung San Suu Kyi que se deseja seja para valer
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 13 de Novembro de 2010
Acervo da Biblioteca Nacional

12 comentários:

. intemporal . disse...

.

. a.pós duas décadas passadas das quais quinze anos foram em privação da liberdade o sopro é agora um fôlego de dentro .

.

. e ergue.se a lucidez como intento .

.

. porque este agora é por ora o momento .

.

. bOM dIA,,, querido jaime .

.

. um bom domingo .

.

. abraço.O .

.

. e,,, .

.

. livre é a tita,,, que sobre.voa obras primas com as suas patitas aladas deixando coloridas pegadas sobre o caminho arbitrário que percorre . :) .

. porque tudo o que não seca, es.corre ! :))) .

. paulo .

.

Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Querido Amigo,

Livre é a Tita ...!

Tita a nossa gata de estimação ...

Mas não mais livre do que nós que sendo sua noz nela se abriga e revive repintando caminhos alados de suas silenciosas e quem sabe, não arbitrárias marcas de uma pintura que não há meio de secar!

A pintura é da Manuela, meu porto de abrigo;

Os traços deixados são nossos, dela incluída!

Um grande abraço e um bom Domingo


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

BRANCAMAR disse...

Um bonito poema Jaime e um dia feliz, já que a Aung San Suu Kyi foi sempre uma causa muito cara para mim. Espero que possa reencontrar em paz a família que deixou em Londres e reconstruir ainda a sua vida.

Um beijo
Branca

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

Para se ver para lá do que se vê, é preciso revolver as cortinas. Deixar entrar a claridade e filtrando as sombras em transparência, decifrar o que é vontade em consistência.

Espero que consistente seja esta libertação e que se apodere na consciência de quem, muitos outros como ela, mantém em prisão.

Um forte abraço

O Rasteirinho disse...

Foi libertada porque sim
Dei a ordem como instrução
E agora o verde jardim
Onde passeio rente ao fim
Desta aflição do coração

Porque eu sou o mais bonito
E o jaime de olho esbugalhado
Apaixonou-se pelo carrapito
De quem não gosta do cigarrito
E faz gigot e canta o fado

Venho do Brasil com a vitória
Da Dilma que é minha prima
Que como mulher ficará para a história
De um país que hoje está bem por cima

E daqui vão abalando
os verdes/amarelos que tanto dançavam
E nós por cá vamos ficando
Na esperança com que esperavam
Na alegria com que alcançavam

Um abraço de quem? de quem?

D`O Rasteirinho, pois claro.

Jaime, oi?

manuela baptista disse...

olhando para lá

de longe
vejo perto aberto

esperto a memória dos moinhos de vento

rebento as portas que não me deixam ver

que seja para valer
.

olhando para lá, te li
reli!

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Querida Amiga,

Sabe Branca, sem desvalorizar todo o sacrifício a que Aung Suu Kyi tem vido a ser sujeita, sendo como é pessoa de tal fibra, não me parece que nas privações a que tem sido sujeita, a própria tenha visto a sua vida destruída ...!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,

Decifrar o que é vontade e consistência ...

Só continuando, nas opções feitas e que poderiam ter sido outras, a revolver as cortinas que se intermedeiam sempre mais!

E tem razão, que a libertação de Aung, contribuindo para reforçar consistências, seja prenúncio da libertação de todos os que por delito/direito de opinião são mantidos em cativeiro!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

SENHOR LAGARTO


Lagartixa ( tratamento extremoso ),

Não me diga que é um dos generais birmaneses assaltado por problemas de consciência!?

E simultaneamente primo da Presidente do Brasil!?

Ai se ela o ouvisse, que tabefe lhe daria!?

Já sei que é o mais bonito ...!

Agora, quem fica esbugalhado, diz bem, sou eu, eu e o carrapito, mais o cigarrito e o gigot, coitado, com o pito misturado, perante a sua tamanha ousadia!!!

Arreganho a guela até ficar verde-amarelado e na esperança que consito dou-lhe com o fado todinho ...

De quem, de quem!?

De quem lhe querendo bem me apetece pisar-lhe a cauda até a perder de vista e a ir procurar, sei lá, lá para os quintos de uma ditadurazinha qualquer!

Claro, um rasteirinho claro!?

Verde que de alface pouco tem!

Bem mais escuro do que a cor de fundo do meu blogue


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Te leio e releio e que seja para valer ...!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

REPARO


Goela queria eu escrever e agora, quem fica amarelo/esverdeado sou eu ...

Toma!

É para que não sejas tão mau com o Rasteirinho!!

Mil perdões!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

PARA LÁ I


12 920 = + 130 visitas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Novembro de 2010