domingo, 8 de março de 2009

BASTA

I
NÃO POSSO MAIS DEIXAR PASSAR

Segundo a lei de Deus ( dixit !) o violador passa incólume e a vítima de estupro, para mais criança de nove anos e sua família, ao decidirem interromper a gravidez por tal acto hediondo desencadeada tornam-se, aos olhos de um bispo senil, merecedores de excomunhão.
Passa-se esta clamorosa estória no Brasil!
Vade retro satanas, senhor bispo, devia ter vergonha na cara!!
Misógino para não dizer pior, pois que de uma criança se trata, tornando-se cúmplice, por tal, de pedofilia, o senhor padre é que devia ser excomungado!!!
Enredada em tais cumplicidades inomináveis, uma certa igreja símbolo de um poder machista, prepotente e caduco, insiste em dar os seus inqualificáveis estertores que contra a própria Igreja, inevitavelmente, se viram.
Tenha vergonha que Cristo, se pudesse, expulsaria hoje e ainda com maior veemência os vendilhões, como o senhor, do Templo.
Basta!
II
E MAIS ( + )

Ao escrever o comentário anterior dei-me conta do seguinte:
Uma certa igreja ( escrevo-a com minúscula por não a querer confundir com Aquela merecedora de um I maiúsculo! ) cegamente agarrada a uma tal e abstracta, não menos cega lei de Deus que levada à risca teria, ao tempo, conduzido o filho de Abraão à morte pelo sacrifício (!), julgando que esta postura a salvaguarda do relativismo, cai, com atitudes destas, no mais absoluto dos relativismos!
Politicamente, porque a Igreja não se isenta de sinais políticos, passa a valer tudo!
Pois que se dane a criança, eu nem sabia que uma criança podia, para não dizer deveria (!?) ser excomungada, em nome do projecto de outro projecto e que, se calhar, pressupõe ainda outro, talvez mesmo o projecto do diabo ...!
Uma vez mais, BASTA!!
III
BASTA

É como aquele caso de uma rapariga em estado vegetativo há anos e ligada irreversivelmente a uma máquina a quem esta não deveria ser, mas foi, graças a Deus (!), desligada.
Nada de mais natural do que deixá-la ali e para sempre em sofrimento ignominioso ...
Deixem-se de ajuizar do alto da vossa cátedra na vossa inaturalidade obscena que quantas vezes, até na voz se projecta!!!
Se Deus quisesse que a rapariga não morresse e uma vez desligada a máquina, esta ter-se-ia posto de pé e a andar.
Não foi isso que aconteceu!
Deus lá sabia ...
De loucuras relativistas, cada um toma as que quer, mas deixem os outros em paz e à humanística lei de Deus também!
A humanística lei de Deus olha o Outro de frente, não o condena e compadece-se Dele.
EM NOME DA DECÊNCIA, BASTA!!!
( Chega de pesporrência de uma corte de pau carunchoso, zangada, ressaibiada com a vida, pudera (!), que deve ser Vida e já aqui e agora e que vive apostada em transformar a Igreja numa seita, no que a palavra de mais negativo, destrutivo tem! )

http://www.youtube.com/watch?v=UM5yepZ21pI

http://www.youtube.com/watch?v=PUfQ2kDEpoc

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Março de 2009

11 comentários:

jaime latino ferreira disse...

BRANCAMAR

Minha Querida Amiga,

Como vê, já aqui está!

Se pode participar!?

Claro que pode nas sobras do tempo e sobre aquilo que quiser!!

Esta é uma casa onde o pensamento livre é soberano!!!

Estou convencido que esta minha trilogia assim reformulada e com o trailler de Matrix ou matriz feminina por um lado e o concerto da Coroação de Mozart, por outro, como rastilho, será uma pedrada no charco!

Leiam muitos ou leiam poucos e haja que comentários houver que, aliás, já vêm da página anterior.

O fundamentalismo e a ambiguidade dão aso ao mais abjecto dos relativismos onde uns quantos senhores de capa e que gostariam mas já não têm espada julgam poder manter, indefinidamente, o rebanho como refém.

Chega, já chega!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Março de 2009

jaime latino ferreira disse...

ANA CRISTINA

Queridíssima,

Sabe que o silêncio, vindo do interior da hierarquia pode ter muitos significados!?

Por exemplo, pode querer dizer isto:

Estamos aqui, reféns de uma corte de pau carunchoso como o escrevi inspirado por minha mulher, e não haverá ninguém, nenhum crente e praticante que acestando a fisga e com o argumentário teológico, sem medo (!) como tão propalada é, esta máxima, pela Igreja nos liberte destas amarras, apontando-a e denunciando-a a essa laia de gente!?

Pois aqui estou eu e que me excomunguem ... ou que me coroem!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Março de 2009

Alexandra disse...

Não pode deixar passar e NÃO PODEMOS NEM DEVEMOS DEIXAR PASSAR!

Todavia, sabendo dos casos que descreveu, muitas vezes dei comigo indignada, irritada e impotente, sendo a impotência o que mais me custa.

Embora baptizada e com mais alguns rituais que ocorreram enquanto criança, rápidamente questionei muito do que aprendi (ou tentaram que aprendesse) nessa altura. Como já tive oportunidade de aqui dizer, antes de sair do "meio", ainda tentei encontrar o meu lugar nele. Mas, nunca tal foi possível. Assim, acabei por me enquadrar no Agnosticismo. Como tal, não poderei falar em termos religiosos, mas este tipo de posturas sempre me incomodaram. Não porque elas existem, mas porque estão sempre ligadas a alguma forma de "fundamentalismo" que não permite uma visão mais ampla. Será que em ambos os casos quem detem esta conduta não quer ver a realidade fazendo disso sua defesa? Mas, mesmo assim, como é possível ser tão cego a esse ponto?!

Nenhum de nós, a não ser quem já passou por aconteciemntos idênticos, têm a capacidade de sentir o que estas "vitimas" sentiram. Então, como podemos criticar ou emitir juízos de valor?! Uma violação é, por si só, um acto de uma violência brutal. Se de tal acto, em circunstâncias ditas "normais", emergem sempre sequelas para o resto da vida da pessoa violada, poderemos nós imaginar o que poderá acontecer se de tal brutalidade puder vir a nascer um outro elemento? Como se não bastasse um sofrimento, a excomunhão será a "cereja no topo de bolo"!

Quanto ao outro caso... não percebo como se chegou a esta situação. Em nome de quê? Para quê? Porque se insiste em atrocidades destas? Aqui, cito as suas palavras "Se Deus quisesse que a rapariga não morresse e uma vez desligada a máquina, esta ter-se-ia posto de pé e a andar." É lógico que sim!!!

Para finalizar o que já vai longo e segundo o meu ponto de vista, urge pensar mais em termos de SER HUMANO, com todas as suas capacidades, mas também limitações!

Excelente tema!!!

Um abraço!

jaime latino ferreira disse...

A IMPOTÊNCIA VENCE-SE

Também eu, Minha Querida Alexandra, questionei tudo, cheguei a declarar e a sentir-me como ateu!

E não renego o meu passado que foi muito enriquecedor, todo ele!

Urge pensar mais, muito mais e tendo o Homem no centro e para lá das profissões que se professem, pleunasmo à parte e já que, declararmo-nos ateus ou agnósticos é, em si mesmo, professarmos alguma coisa que até pode ser muito já!

Depende da atitude:

De que adianta acreditarmos em Deus, nós, cristãos, em Cristo e depois, refugiarmo-nos no medo de fazer ondas ou de ir contra o fariseísmo duma ritualística que se pratica sem congruência com a práxis que, à imagem de Cristo, tem de imbuir cada um de nós e no terreno do concreto!?

Com racionalidade, espírito crítico, toda a interrogatividade à luz da qual os Textos assumem todo um outro fulgor!?

Ou deixarmo-nos paralizar pelo medo de uma reverancialidade acrítica e não comungante com o Mundo!?

Vivemos um tempo de viragem!

Viragem para a Igreja que ou se deixa paralizar pelo contexto que alguns alimentam, de guerra religiosa e de culturas, de se deixar tomar pelo fundamentalismo que só pode ser satânico e ao arrepio do melhor que o cristianismo nos tem, paradoxalmente dado e como sejam o Renascimento e o triunfo da ciência e da razão, ou corremos o risco de regredir de tal maneira que à Igreja não Lhe restará senão auto-aniquilar-se ou impludir!

Basta de ambiguidades:

Aquele bispo brasileiro, não apenas devia ser excomungado como, como disse minha mulher, ser levado diante da Justiça por cumplicidade com a pedofilia!!!

Disse

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Março de 2009

jaime latino ferreira disse...

QUESTÕES


No Mundo Democrático, vive-se um tempo de afirmação da Mulher, da assumpção da Sua plena soberania e do Feminino que há em todos nós, mulheres e homens incluídos de que a criança é a Sua afirmação primeira!

Pergunta-se então aos sete ventos:

Porque é que esse bastião do masculino que é o exercício do sacerdócio, não pode, de vez, ser tomado, assumido por Ela!?

Porque é que o matrimónio não há-de ser permitido aos sacerdotes!?

Será por estes ainda verem na Mulher a obra enganadora, pecaminosa do diabo!?

Retirará, a conjugalidade, disponibilidade ao exercício pleno do matrimónio com Deus e com o Mundo!?

Porquê a persistência numa visão redutora dos géneros, na obstinação obscena de os definir pelos seus apêndices, enclausurados e reféns em armários de que uma certa igreja, no exercício de uma prepotência sem nome cada vez mais residual, nos pretende manter reféns!?

E o aborto, o sexo seguro e o usufruto do corpo, que tem ela a ver com isso!?

Olhe-se para mim no meu percurso, registado e na sua plena resolução (!) e veja-se nele o que lá está, uma Fé inesgotável e que caminha a par de toda a interrogatividade de que ninguém poderá impedir-me!

Nem mesmo o Papa!!!

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Março de 2009

manuela baptista disse...

Chamar os Bois pelo Nome

Há uma imprecisão nos nossos comentários, a menina não foi excomungada devido à sua idade, mas sim a mãe e a equipa médica que a assistiu. A menina estava grávida de gémeos e corria risco de vida, situação prevista na lei brasileira para a IVG.

Que a mãe tem responsabilidade, não tenho dúvidas! Uma criança não é abusada pelo padrasto desde os seis anos de idade, sem que a mãe desconfie, pelo menos. Mas as situações de miséria são de tal ordem que tudo é possível.

Assim o arcepispo do Recife, de seu nome José Cardoso Sobrinho declarou que " a lei de Deus está acima da lei humana" e o Vatiano pela voz do cardeal Giovanni Battista Re fez amém.

Ora aí está, sendo assim eu fico mais descansada, pois Deus não se esquecerá do abandono a que estes dois (só dois?) homens com responsabilidade votaram esta criança.

CORPORAL

Estando a fé católica plenamente Incorporada ou seja partilhando o Corpo de Cristo que se materializa no Pão que partilhamos, Comunhão, tem a hierarquia da Igreja Católica a maior dificuldade em lidar com o que de nós é mais Humano e diria mais Divino: o Corpo.

Os bispos não sabem o que é o corpo de uma criança de nove anos, não aceitam que as mulheres sejam sacerdotes, nem que estes se casem se fôr essa a sua vontade e vocação.

Reconhecendo às mulheres inteligência e capacidades iguais às dos homens,a exclusão do sacerdócio é pelo seu próprio corpo, origem do pecado e destinado apenas à maternidade.

Sendo Corporal, tem medo da sexualidade, mas perdoa e não excomunga os padres abusadores de menores e os padres com amantes.

MATRIX

"Afinal o que é o Matrix?
- Foi o mundo que colocaram em frente aos vossos olhos, para vos cegar perante a verdade"

Manuela Baptista

marie disse...

Sou católica, não praticante, exactamente porque não consigo aceitar "faz o que digo, não faças o que faço"...
As leis da Igreja estão há muito ultrapassadas!...
Por isso cada vez são menos os praticantes e até os padres rareiam!...
Bjs.
Marie

jaime latino ferreira disse...

QUE RAIO DE MUNDO É ESTE


O mundo que colocaram em frente aos nossos olhos, para nos cegar perante a verdade tem vários nomes:

A maldade e a prepotência de um deus ou diabo (!?), ausente e acima de nós e que é cinicamente propalado por muitos mas sem nenhuma congruência com o real (!) como Deus é Amor;

Crise de Fé que atinge, demolidoramente, parte substancial do prelado;

A invocação permanente e em vão do Santo Nome;

Cegueira;

Medo;

Subserviência;

Hipocrisia.

Eis o mundinho em questão!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Março de 2009

manuela baptista disse...

Com pouco esforço, consegue-se sempre fazer pior...

"Uma mulher síria de 75 anos foi condenada a 40 chicotadas, quatro meses de cadeia e deportação da Arábia Saudita, após cumprir as penas. Khamisa Mohammed Sawadi foi condenada por ter recebido dois homens, não familiares, em casa." Jornal de Notícias de 2009/03/09

Esta mulher tinha sido Ama de um dos homens e o outro era um amigo.

Alguém aceita um chá na Arábia Saudita?

Manuela Baptista

jaime latino ferreira disse...

JUSTIFICAÇÃO

Sou católico apostólico romano, místico e tenho Fé!

Nada disto me impede, porém, de manifestar e dar aso à minha indignação, não porque tenha só agora acordado para certas iniquidades mas tão só porque estas, aquelas que aqui foram abordadas, a desencadearam com uma intensidade que me faz vibrar de alto a baixo e também porque achei ter chegado, finalmente, a hora de assim me pronunciar.

Não estamos cá para ser mártires, para carregar com vias sacras que Cristo, Ele próprio, carregou, exactamente para nos libertar, aliviar dos fardos que inevitavelmente temos sempre que carregar.

Neste percurso a que se chama Vida e que transcorre para a Vida, nenhum de nós se livra da morte!

Agora, podemos ou não aliviar-nos dos fardos ...

De tanto se encarar a Vida como um fardo se explicarão, provavelmente, todas as crises, muitas das guerras, imensas perseguições e progromos, intolerâncias sem nome e, em última instância, o estado de debilidade ecológica a que o Mundo chegou!

Ou se concorre para a aceitação e a integração e na ajuda aos mais fracos e na valorização positiva ou, provavelmente e logo à luz de um projecto de um Deus bom, Amor, tudo estará cada vez mais por fazer, ao Seu arrepio e contra a Sua vontade.

Não teria sido esse o Seu desejo!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 9 de Março de 2009

Linda disse...

Se Deus é Amor, se Deus é pai... que raio de igreja é esta? Deus não quer ver os seus filhos a sofrer seja de que maneira for!
Só falta culparem a criança pelo sucedido e dizerem que foi ela que assediou o maldito... já vai sendo tempo da Igreja evoluir e acompanhar os tempos. Longe vai o tempo em que a ignorância fazia com que muitos andassem de olhos fechados!
Fico triste, como católica que sou de ter conhecimento de tal atrocidade, parece que estamos na idade da pedra!
Por isto tudo não fico admirada quando ouço falar dos padres como os maiores pedófilos.
Fui baptizada, comunguei e fiz o crisma, hoje tenho a minha fé, não sou muito de igrejas pois Deus está em todo o lado.
Rezo para que aquela menina encontre a Paz!
Rezo para que se faça justiça!

Beijinhos
Linda