sábado, 2 de outubro de 2010

CORAGEM PARA DIZER

Fotografia de Jaime Latino Ferreira, Em Movimento, Setembro de 2010
-

Eu diria assim:
Acabou o tempo das vacas gordas!
Acabou o tempo do consumismo desenfreado!
Acabou o tempo do compra, usa e deita fora!
Acabou o tempo da manipulação ...!
Acabou o tempo em que julgávamos poder viver indefinidamente numa crescente espiral acima, sempre acima das nossas possibilidades!
Acima das capacidades do próprio planeta do qual pensaríamos ser possível tudo poder extrair sem o pagamento de uma qualquer factura e sem limites nos recursos que estariam aí e sem mais, à nossa insaciável e caprichosa disposição!
Acabou o tempo do ter, ter cada vez ilimitadamente mais!
Acabou o tempo do ter como pressuposto do ascendente social!
Acabou o tempo da ditadura do dinheiro ou, melhor ainda, a ditadura do dinheiro ditou-lhe os seus próprios e não mais escamoteáveis limites!
Acabou o tempo do ter para se Ser!
Tenha-se o básico, todos temos direito a ele (!) e é nos limites do insignificante nada em movimento que somos que se vê quem, de facto, É!
-
onde não há equidade
há um clamoroso défice de razoabilidade
-
Movimento 1
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Outubro de 2010

17 comentários:

manuela baptista disse...

ainda posso comentar...

ou já acabou o tempo?

tentarei ser breve, porque quantas mais palavras usar, mais energia gasto e nunca fiando

poderá o planeta chatear-se logo comigo, porque sou a primeira...

eu não tenho, sou
eu não quero, dou

e sim, é preciso coragem para dizer!

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Dita o tempo
que findou
o tempo em que se sou
é porque tenho
e não dou


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

DIZER I


Apanhei um pontinho vermelho aceso e persistente em Seocho / Seoul-t'ukpyolsi, na Coreia do Sul!

Dei também conta de um novo pontinho vermelho na Argentina!


Jaime Latino ferreira
Estoril, 2 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

DIZER II


Das 8 210 o meu contador saltou para as 8 350 visitas ...

Pelo terceiro dia consecutivo, mais 140 consultas.

Imperceptivelmente, dou-me conta de que também já tenho pontinhos vermelhos no Canadá!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Outubro de 2010

BRANCAMAR disse...

Aplaudo vivamente Jaime.
Eu digo-o todos os dias mesmo antes ter acabado o tempo das vacas gordas, felizmente tenho amigos e colegas que o dizem com coragem para quem quer ouvir.
É um desperdício total, desde as "porcarias" que alguns colocam nos carrinhos de compras no supermercado, até às inutilidades mais banais que se possa imaginar.
Há quem com ordenado mínimo não dispense telemóveis de última geração, há quem com rendimento social e empregos precários tome o pequeno almoço no café todos os dias e realmente estamos em tempo de poupança, não se criaram hábitos e agora é mais difícil. O ter de forma desenfreada em vez do SER desumanizou as pessoas, alienou os conceitos de felicidade.
Um dia destes no hall de um Centro Comercial enquanto esperava que José Luís Peixoto falasse no lançamento do seu último livro - O LIVRO - de repente eu e a filha ficamos em frente de uma loja e olhamos estupefactas uma para a outra - não havia nada, mas mesmo nada naquela loja que tivesse alguma utilidade e a nossa conversa seguiu por aí, pelo desperdício. Pouco depois o escritor veio um pouco ao encontro porque O LIVRO fala da emigração dos anos sessenta, mas também de questões mais actuais e também ele nos falou das dificuldades de ontem e das de hoje, mas mesmo assim da diferença abismal que vai entre o país de há 50 anos e este país agora.

Aplaudo de pé, palavra por palavra o que escreveu.
Beijinhos
Branca

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Querida Amiga,

Eis um apreciável ponto de vista ... muito obrigado!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

. intemporal . disse...

.

. bel.íssimo,,, Jaime .

.

. os meus parabéns !! .

.

. porque há tanto caminhamos num mundo sem chão, onde queremos ser a.penas alicerce de um tecto em suspensão .

.

. um bom domingo .

.

. abraço.O .

.

. paulo .

.

Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Meu Caro,

Alicerce de um tecto em suspensão ...

Boa imagem!

Para Si também, um abraço e um bom Domingo


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

Dulce AC disse...

"onde não há equidade
há um clamoroso défice de razoabilidade"

eu fico-me com estas palavras
porque o Jaime já escreveu tudo o que também considero ser tão importante, fê-lo com coragem, e tão expressivamente..!!

num abraço muito amigo dois beijinhos ..(olá Manuela)

Dulce

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Querida Dulce,

Fico sempre com a sensação de que mais alguma coisa falta dizer ...

Talvez por isso mesmo as páginas que sempre vou trazendo em carteira!

Muitos beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

Linda Simões disse...

Jaime,

eu diria
que tu já disseste
e eu venho
simplesmente
Aplaudir
as sábias palavras
que aqui
vim ouvir
na música
das palavras...

Um bom domingo

Beijoquinhas de carinho

. intemporal . disse...

.

. e,,, .

.

. as fotografias,,, quer deste,,, quer do post anterior, estão .

.

. um espanto de tanto !!! .

.

. ah, pois é ! .

.

. faltava aqui esta verdade ! .

.

. abraço, .

.

. jaime .

.

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Boa Amiga,

Muito obrigado e que as eleições no Brasil corram pelo melhor!

Beijinhos e uma boa semana


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

PAULO


Caríssimo,

... ah pois é e espere pela próxima e dir-me-á ...!

Obrigado e um grande abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

DIZER III


Aproxima-se o meu contador das 8 450 visitas.

Mais cerca de 100 consultas nas últimas vinte e quatro horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Outubro de 2010

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

É tempo de reflexão, de parar com a alucinação desenfreada em que nos perdemos. É tempo de ponderar as necessidades e as dependências que criámos e com as quais pensamos não ser possível viver.
Para Ser, basta-nos olhar para dentro. Porque é aí que, naturalmente, encontramos a única verdade que realmente nos faz falta.

" e é nos limites do insignificante nada em movimento que somos que se vê quem, de facto, É! "

E eu nem diria mais. Nesta sua frase, está tudo magistralmente dito!

Um beijinho

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Obrigado, minha Querida Amiga!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 5 de Outubro de 2010