sábado, 16 de outubro de 2010

INQUIETAÇÃO

Fotografia de Jaime Latino Ferreira, Inquietação, Setembro de 2010
-
Há alturas em que nada mais sei o que escrever.
Como se me afogasse no meu superavit ...!
Mar agitado.
Alturas em que questiono tudo o que até aqui fiz, escrevi, sim porque escrever é fazer (!), e me apetece mandar tudo às urtigas!
Tal acontece, normalmente, após ter escrito páginas que julgaria como julgo de impacto universal, aqui referindo apenas algumas, a saber, algumas das últimas que escrevi e que para aqui chamo à colação por ordem cronológica como sejam Jaime Latino Ferreira e não pela presunção do nome, Fibra, Da Grainha Para A Grande Vinha, ADN ou Heroicidade como quem vira o disco e obstinada como provocatoriamente persiste em tocar o mesmo...
Sublinho estas como poderia sublinhar as que, não nomeando, as intercalam!
Que fazer, pergunto-me eu então!?
Quantas vezes não tenho pensado em me calar, calar de escrever, silenciar, pausar ...!
Mas logo algo me diz que continue, que persevere ...
Se me calasse ...!?
Como se determinaria esse meu superavit se me calasse!?
Que deficitário subterrâneo não desabaria sobre mim!?
Que saídas não se fechariam irremediavelmente!?
E nada parecendo escrever, persisto em continuar a fazê-lo e ainda que apenas Vos remetendo, de novo, para alguns dos últimos textos que escrevi tal como Vos poderia remeter para os mais recuados.
Ou mesmo se escrevendo, apenas, de um impasse, inquietação que espero seja breve.
Se este meu superavit se pudesse traduzir em números que défice não cresceria, implacável, para comigo!?
Olho para os reflexos que se agitam e agigantam como se em mar encapelado e em mim mesmo permaneço!
-
contrariando as asfixias orçamentais e as obsessões pelos défices
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010

10 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

PONTO DE VIRAGEM I


Hellow Liverpool, be wellcome!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010

Linda Simões disse...

Há alturas mesmo assim,onde o mar fica agitado...

Mas as ondas se acalmam

E vemos um mar

cristalino

Pronto a nos acolher...


E ficamos bem.


Um beijinho aos dois,aos três


Linda Simões

Maria João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

Na ausência de eco, sente-se muitas vezes no que fazemos (sendo a escrita parte integrante dessa obra ), uma insuportável sensação de inutilidade. Surge então a oportuna e humana questão, sobre a razão de mantermos tão obstinada postura, independentemente do cansaço.
A resposta reside sempre, como tão bem sabe, dentro de nós. Mas o que é verdade, é que não podemos deixar de ser aquilo que achamos estar certo e, se escrever o que pensamos e o que sentimos é uma forma de nos materializarmos no construto da nossa existência, esta é, por si só, razão bastante.
Ah não!.. não estamos sós, não somos só nós que pensar o que pensamos, a ver o que vemos e a sentir o mundo e a vida assim. Há felizmente muitos mais, para quem o que aqui deixa escrito, faz completa e inequivocamente sentido. Neste caso concreto, só o Jaime consegue dizê-lo desta forma. Só o Jaime o pode fazer assim.
Por isso meu amigo, continue a fazê-lo. Porque é esse o maior e o melhor eco que poderia receber, aquele que dá consistência à totalidade e integridade da pessoa que assim se entrega e se revela.

Um beijinho desta sua amiga

PS - O comentário anterior foi eliminado por mim pelo que lhe peço desculpa.

manuela baptista disse...

se não nos inquietarmos

não saímos do mesmo lugar!

é por isso, pela ausência de balanço

que a contabilidade deste país está muda de parva!

escreve lá...

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,

... ficaremos bem!!!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Boa Amiga,

Continuarei a fazê-lo e não tardará nada ...!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


É para já e ainda antes que o ministro das finanças venha falar ...!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010

Dulce AC disse...

QUIETUDE

É bem verdade que na inquietação nos confrontamos com questões, com dúvidas, com caminhos alternativos a seguir...e nas respostas a essas questões ousamos quem sabe ressurgir...!?
E permanecemos no contraste que nos identifica, a cada um de nós.

Jaime Latino Ferreira, Olá..!

Muitas perguntas para respostas que logo surgem...
e nestas sim já se revela alguma quietude..
e isso é muito bom,
porque resulta irmos continuar a ter a Sua escrita, e nela e na música que sempre vem..., também nós reflectimos e quão importante é fazê-lo..!

Por isso Amigo Jaime também a minha voz daqui Lhe diz, que persevere..que na agitação permaneceremos Consigo..!!

Num abraço amigo muitos beijinhos e um bom fim de semana.

dulce ac

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Querida Dulce,

... e, lá está, já publicada, a página que a esta se lhe segue!

A todas Vós o meu muito obrigado, um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Outubro de 2010