quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

SINAIS DOS TEMPOS

Milan Malovrh, Horses in gallop

As minhas três últimas páginas, processaram-se a um ritmo verdadeiramente alucinante, tão alucinante quanto, em pano de fundo se desenvolvem os acontecimentos que lhes subjazem, por ora, no oriente próximo.
Num primeiro momento, em
Turmoil, a perplexidade dos acontecimentos que lhes deram origem;
Num segundo momento, em
Geopolítica Estratégica e a partir deles, desses acontecimentos, a recentragem na geopolítica dos direitos naturais, fundamentais, a geopolítica do eu que esses mesmos acontecimentos expressam, remetendo de volta, em nota de rodapé e em inglês, não por acaso, o libelo de dois sentidos que remete de volta a pergunta, mas, afinal, e tu, que podes tu fazer por mim, por nós (!?);
E, finalmente, em
Qualquer Dia, a prospectiva pró-activa que olhando para o futuro, contém a chave que nos permite prevenir o momento, o tempo que transcorre à luz dos acontecimentos que, dominantes, vão fazendo História.
Não é para mais, verdadeiramente esgotado e como se não bastara já toda a intensa produção que até aqui e desde que este blogue surgiu se desenvolveu, protagonista de tantos Abris, confesso-Vos:
Por ora, apetece-me ficar por aqui mas não, não é agora que poderei desmobilizar ...!
De uma Ponta à Outra, interrogo-me:
Até que ponto é que não há quem esteja já a jogar por antecipação, por iniciatica, no apelo à democratização e ainda que feito no exterior, irresistível como esta se torna na era da informação e que não pode cair em qualquer vazio de poder!?
Perante os sinais dos tempos, só podem ser brilhantes aqueles que decorrem e ainda que o possam não parecer e contraproducente seria que, diante deles, paralisante, prevalecesse a apreensão!

acuso as agências de rating que, em nome da especulação, isto é, do lucro imediato, não hesitaram em baixar a nota à dívida do Egipto não se dando conta, para mais, do risco que existia anteriormente


Abertura


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

13 comentários:

Dulce AC disse...

"Por ora, apetece-me ficar por aqui mas não, não é agora que poderei desmobilizar ...!"

Meu Querido Amigo Jaime,

Talvez não seja mesmo este o tempo mais certo, precisamente, pelo que antecede, de ficar-se por aqui...

"The crossing urges of what
I feel or do not feel
Struggle in who I am, but I
Ignore them. They dictate nothing
To the I I know: I write."

(Ricardo Reis)

Muitos beijinhos num sentido obrigado por continuar.

dulce ac

Jaime Latino Ferreira disse...

DULCE AC


Querida Amiga,

Tomo boa nota, afianço-Lhe, do que aqui me deixa, tão bem acompanhada por Ricardo Reis!

Como escrevia atrás, num tempo em que tão pouca importância se dá, na acelaração da História, aos sinais que dados ontem são cilindrados por esta como se não tivessem qualquer relevância ...

E assim se perde, pela desatenção que a eles se dá, quantas vezes, a iniciativa estratégica que faço questão de salvaguardar!

Que a tenho mesmo ... na História que vou fazendo!

A apreensão, reactiva que é, nada pró-activa, portanto, rema a Seu desfavor!!!

Assim o deveriam saber, melhor que ninguém, aqueles que, instalados, foram, no entanto, protagonistas do 25 de Abril ...!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

... ou de tantas outras revoluções que, mais ou menos aveludadas, entretanto, abalaram o Mundo!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

BRANCAMAR disse...

Jaime,

Passo para lhe deixar um beijinho e dizer-lhe que não estou esquecida de si, mas tal como diz e porque:
"As minhas três últimas páginas, processaram-se a um ritmo verdadeiramente alucinante...", ainda não me foi possível debruçar-me sobre elas pela atenção e reflexão que as mesmas merecem, bem como comentário condizente.
Se possível, voltarei.

Beijos
Branca

Jaime Latino Ferreira disse...

BRANCAMAR


Querida Amiga,

Esteja à vontade ...!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

manuela baptista disse...

"Agora é que a corrida estoirou, e os animais se lançam num esforço
Agora é que todos eles aplaudem, a violência em jogo
Agora é que eles picam os cavalos, violando todas as leis
Agora é que eles passam ao assalto e fazem-no por qualquer preço

Agora, agora, agora, agora, tu és um cavalo de corrida
Agora, agora, agora, agora, tu és um cavalo de corrida"

...esta, aposto que não sabes de quem é????

alucinantemente, venho aqui saber as notícias

manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA BAPTISTA


Minha Querida,

É dos UHF ou julgas o quê, que só oiço os clássicos!?????

Mereces um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SINAIS I


21 440 = + 155 visitantes!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 2 de Fevereiro de 2011

Analuka disse...

Caro Jaime, parabéns pelo texto, tão bem escrito quanto pertinente, ao tocar em assunto que merece atenção e reflexão... Abraços alados azuis!

Jaime Latino Ferreira disse...

ANALUKA


Muito Obrigado!

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Fevereiro de 2011

Jaime Latino Ferreira disse...

SINAIS II


21 580 = + 140 visitantes nas últimas vinte e quatro horas!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 3 de Fevereiro de 2011

Maria João disse...

Jaime

Meu amigo

" Sinais dos tempos"

Sem dúvida! E é ele, o tempo, com todos nós lá dentro, que faz a História.
Mas o futuro, crónica de outro tempo que será um dia memória, começa, definitivamente a escrever-se agora.

Um abraço

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Minha Querida Amiga,

É o tempo, com todos nós lá dentro e na intersecção de todas as suas variáveis, que faz a História.

E, agora sim, quando pensava editar já hoje uma nova página, derrapando num impasse, faço uma pausa em memória de todos aqueles que dão a vida pela Liberdade no desejo veemente da contenção das partes ...!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
E$storil, 3 de Fevereiro de 2011