domingo, 27 de setembro de 2009

EM NOME

No momento em que começo a escrever, Sábado dia 26 de Setembro à noite, ainda não se sabem os resultados, as urnas só abrirão durante o dia vinte e sete (!), das Eleições Legislativas a que me refiro no Apelo ao Voto da página anterior.
Editá-la-ei, a esta página, a 27 de Setembro e após exercer o meu direito que é, também, um dever.
Preparo-a de ante-mão, a esta página, já que amanhã, hoje para quem me lerá e sobretudo a partir da hora em que as urnas fecharem, estarei absorvido pelas notícias que em catadupa, da televisão me hão-de prender, hipnotizar quase!
Sem nenhuma ironia, vivo intensa mas não acriticamente as noites eleitorais ...
Cada detalhe, cada análise ou comentário, as entrevistas, a aferição dos resultados com as sondagens feitas à boca das urnas, os directos das sedes de campanha, os discursos dos políticos e as declarações de derrota ou de vitória, a euforia e a depressão próprias destas situações, o coordenado zapping em que me concentro e até ao esgotar do último elain da noite eleitoral.
Não quero deixar, no entanto, de, aprioristicamente, manifestar três desejos:
Em primeiro lugar, que cresça a participação em tão importante momento de exercício universal da cidadania, saindo, deste acto eleitoral, claramente derrotada a abstenção;
Em segundo lugar que, ganhe quem ganhe, prevaleça o fair play tanto na admissão das derrotas como das vitórias, contribuindo-se deste modo não só para aliviar a pressão que em crescente crispação parece vir tomando conta do espectro político, todo ele, como para que se dê um forte sinal de exercício positivo da Cidadania e da Política que dos seus agentes mais responsáveis, os eleitos, todos eles e sem alibis deve, tem de partir;
Em terceiro lugar, postos estes corolários, uma vez eleito o novo Parlamento, que se encontrem soluções governativas estáveis das quais e tanto mais quanto em momentos difíceis como o que se vive, derrotados como vitoriosos não se poderão, em nome da própria consolidação da Democracia, como institutos soberanos em que se constituem e pelo imprescindível concerto entre si fazendo prevalecer o sempre possível para não dizer desejável diálogo, todos os eleitos e sem excepção, não se poderão, escrevia, isentar.
O que escrevo e que não parte de cenários nem induz qualquer sentido de voto, friso (!), pode parecer mas não é nenhum lugar comum ...
Por fim, gostaria ainda de sublinhar que em dia de proibição eleitoralista se pode, assim se saiba e esteja em condições de exercer a equidistância, desafio maior (!), escrever sobre tudo não violando as estritas regras de contenção e até ao fecho das urnas, que neste dia nos são legitimamente impostas!
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, de 26 para 27 de Setembro de 2009

15 comentários:

Ana Cristina disse...

Meu querido amigo

A minha letargia anda realmente profunda sem qualquer razão que não seja uma enorme preguiça e um certo abandono,rsrsrr!

Mas,não há letargia que me impeça de exercer o meu direito de voto,por isso eu e a Diana lá fomos de caneta em riste (e desinfectada!) colocar a cruz dentro de um quadrado, qual boletim de euromilhões que às vezes muda a vida a um cidadão anónimo. Esperemos que os nossos votos sejam mais eficazes e consigam mudar a vida a um país "abandonado" junto a um oceano azul que nos encanta e envolve com sonhos e viagens irreais.

Também eu gosto das noites eleitorais e como o Jaime lá estarei ao final do dia sentada no sofá;durante a tarde vou fazer um leite creme queimado para adoçar algum amargo de boca que ,de certo, terei de aguentar,rsrsr!!!

O seu sentido cívico e de absoluta isenção é bem visível nos últimos posts.

Claro que entre os dragões azuis e os lagartos verdes (assim ficamos no meio animal,...) fiquei feliz com a vitória dos primeiros, até porque este ano a ameaça das águias está a perturbar a minha serenidade adquirida nas´2 últimas décadas de sucessivas e grandiosas dos meus "lançadores de fogo".
Ficaria muito triste se,o meu regresso ao Porto,coincidisse com alguma fragilidade desta espécie animal cujo habitat é realmente esta cidade e não pode, como tal, correr quaisquer riscos de extinção!

Capice!

Pois é Jaime,logo mais teremos temas de conversa,ou talvez não,pois como diz a Manela,o desencontro é grande!

Good-Morning Vietnam ....

Beijinhos eleitorais e cinéfilos para os meus dois "ex-libris" do Estoril.
Com muita amizade e sem letargia.

Nini.

Ana Cristina disse...

Errata:

" ...de sucessivas e grandiosas vitórias dos meus "lançadores de fogo".

Sorry!
Nini

Jaime Latino Ferreira disse...

ANA CRISTINA


Querida Nini,

Aleluia!!!

Eu bem sabia que uma provocaçãozita azul e branca qual lança chamas a iria trazer até cá tal cospe labaredas!

Certo é que neste Seu comentário não transparece qualquer letargia ...

Do rsrsrr já não me livro e agora, calcule, em sotaque duplo, Seu e dos nossos irmãos brasileiros mas letargia que do comentário transpareça, calcule, só se fosse a de um lagarto que a minha Amiga não é!

E quanto à águia, sou insuspeito (!), não há como quem nos desinstale da soberana ... letargia da dominância futebolística.

Estes dois últimos textos deram-me um particular gozo escrever e para além da oportunidade que, confesso, não deixo de lhes encontrar e sublinhar:

O desafio de escrever, o que quer que seja, condicionado por estritas regras formais e que, aparentemente, podem ser limitativas, é impressionante e põe à prova a nossa capacidade, não apenas de sermos isentos como, mais ainda, de sermos capazes de furar o bloqueio salvaguardando sempre a isenção ou mais, a equidistância.

Folgo muito em saber por Sua via que o consegui!

Quanto a nós, também lá fomos votar já da parte da manhã e com as nossas próprias canetas que de tão infectadas já não têm desinfecção possível, antes de irmos para a igreja assustar as beateiras.

Vietnam ...!?

Não me diga que está por lá!?

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Setembro de 2009

Jaime Latino Ferreira disse...

ANA CRISTINA E PREZADÍSSIMOS LEITORES E COMENTADORES


Logo mais, a partir das 19 horas locais e na hipnose letárgica em que me vou prostrar e como de avanço o anuncio já nesta página, dificilmente me será possível vir assistir aos Seus, Vossos comentários bem como prontamente Vos responder.

Como, na salvaguarda da minha equidistância, não irei cair, nem em euforia, nem em depressão, de avanço podereis desde já tranquilizar-Vos que, da minha parte aceitarei de bom grado e democraticamente qualquer que venha a ser o veredicto!

Vosso


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Setembro de 2009

manuela baptista disse...

CRÓNICA DE UMA VOTAÇÃO ANUNCIADA

Queridos amigos

Aqui esta página está muito mais animada do que a minha, ainda cheia de vírus e de tosse.

Ainda antes de entrar no assunto em questão, devo dizer que também quero leite creme com açúcar queimado, mas como o Jaime se prepara para se sentar JÁ no sofá e eu estou aqui, não devo ter sorte nenhuma...

Primeiro:

Eu gostei de ir votar. É uma enorme emoção!
Sempre no mesmo sítio, no velhinho Liceu de S. João do Estoril, onde a Diana (que vai comer leite creme) estudou e que é uma boa escola.

Os escuteiros não são sempre os mesmos, porque vão crescendo, como todas as crianças saudáveis e felizes, mas os calendários que nos impingem, são. Com uma agravante, quem é que compra um calendário em Setembro?

Também foi emocionante ter finalmente mudado de mesa e encontrar duas mesas numa mesma sala e uma enorme confusão à entrada...

Assim, eu e uma Senhora, minha cúmplice e decerto professora (porque era mandona que se fartava!)organizámos as hostes em duas filas e ordeiramente tudo começou a funcionar, uns para a esquerda, outros para a direita.
Da sala, claro está!

Segundo:

Eu gosto de Dragões, especialmente os de Michael Ende e os do jogo chinês Mahjong!
Os que habitam as terras do Norte, são mais complicados...

Terceiro:

Quem está no Good Morning Vietnam é o Robin Williams, não é a Ana Cristina...

Quarto:

A minha caneta não gostou de votar.

Quinto:

Prezadíssimos leitores e comentadores, do Jaime

se for preciso venho cá eu dar corda ao pássaro.

Sexto:

beijinhos à Nini

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

Manela

Obrigada por ter percebido o meu Good Morning Vietnam , em resposta ao seu Cry Freeddom !

Oh,Jaime,então o menino achava que eu andava pelo Vietnam? Acha que o que me pagam na Seg. Social dá para essas extravagâncias?

Ai,ai, ainda se eu fosse beneficiária do "rendimento mínimo" talvez pudesse meter as despesas de viagens para pedir mais um apoio complementar,mas assim limito-me a pagar os impostos e a viver com o resto,rsrsrrs---- vá lá uma provocaçãozinha em noite eleitoral ninguém leva a mal!

O leite creme já está no fim.
Também não faz mal, pois agora com estas "modernices" das sondagens à boca das urnas,a adrenalina só dura o tempo da contagem decrescente até às 20h.

Depois a cinderela perde o sapato,a carruagem volta a ser abóbora e a ilusão termina.

Amanhã,poucas ou quase nenhumas conversas que não sejam o "dejà vu", e a seguir cada um seguirá o seu caminho.

Manela,até que eram fantásticas as nossas "tertúlias" políticas na Rua Alexandre Herculano em Cascais!? E duravam muito mais que alguns minutos,tipo pilhas duracell,rsrsr!

Bem,vamos lá continuar a olhar para o ecrã...!

1 beijinho
Ana Cristina

manuela baptista disse...

Ana Cristina

Quanto ao leite creme, fica para a próxima...

E se na rua Alexandre Herculano tivessemos formado um partido?!

Náaa! Uma Tertúlia governa sempre melhor!

O que este blog está a precisar é das SEM PÁGINAS, para colocar o cinema no seu devido lugar.
Mas agora ando por aí dispersa e isto dá cá uma trabalheira!

Até já, agora vou ver O Candidato.

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

DAR CORDA AO PÁSSARO


Depois desta agitação toda, eleitoral e comentarista, talvez da exaustão provocada, ficou-me uma dúvida:

Dar corda ao pássaro!?

Que quererá a Manela dizer com isto?

Terei perdido o enredo!?

Estarei baralhado com o veredicto!?

Agora a sério:

Afinal, o pássaro ainda teve tempo de aqui voltar e aqui está!

Há, apenas, uma questão que me baralha e ao arrepio dos desejos que, eu próprio, manifestei, a saber:

É que, independentemente dos desajustes no número real de eleitores inscritos, de facto, se mais significativa vitória houve, infelizmente, foi a da abstenção!

Daquilo a que já num tempo recuado e noutros contextos se chamava a maioria silenciosa, lembram-se!?

Não sei mesmo se desta constatação não virá, amanhã, a surgir uma nova página no meu blogue ...

Por hoje e onde quer que estejam, uma muito boa noite!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Setembro de 2009

Alegria Joie Joy disse...

Bom dia, Jaime.

Espero que esta segunda-feira em Portugal comece com boas notícias sobre esta eleição. Mas pasme você aqui no Brasil votamos com urnas eletrônicas, o resultado é rapido mesmo que não seja satisfatório.

Beijo e ótima semana.

Renata

manuela baptista disse...

Livro de Sinónimos

pássaro de corda: pequeno pássaro de lata ou metal com um orifício/movimenta-se ou canta, quando lhe damos corda

corda: espiral que dá movimento a certos maquinismos

se for preciso venho cá eu dar corda ao pássaro: substituir alguém incumbido dessa tarefa

em sentido figurado: na tua ausência, animar o blog

UF!!!

Faço um desenho??

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

Jaime

Acrescento um sinónimo ao "Uf!" da Manuela...

Daahhh;)

1 abraço amigo
Nini

manuela baptista disse...

Obrigada Nini!

Mentes Brilhantes!!!

Um beijo

Manuela Baptista

rosa disse...

Jaime,

Apenas para lhe deixar um beijinho.


Filomena

Ana Cristina disse...

Resultados finais
Votos em branco-1.75% 98.991 votos
Votos nulos- 1.31% 74.273 votos
Votantes - 60,54%

E a extraordinária vitória vai para:
Abstenção - 39,46%
e não para o
P.S.-36,56%

O Jaime deve estar quase a publicar o seu comentário e a Manuela está melhor da gripe?

Beijinhos.
Nini

Jaime Latino Ferreira disse...

MINHAS QUERIDAS


Começo pelo fim:

Vou agora tratar de escrever a nova página e, uma vez mais, sobre a abstenção.

No meio do meu dia muito absorvente com aulas, o assunto não parou de me atormentar e vamos lá a ver o que sairá ...

À Renata Lhe digo que os resultados foram os que a Ana Cristina referiu sem contar com os votos apurados por cada partido:

Em primeiro lugar ficou o PS, o tal que Lhe referi poder-se confundir com um Post Scriptum;

Em segundo lugar ficou o PSD, o outro das setinhas que juntamente com o PS têm, desde a Revolução de Abril de 1974 alternado entre si o poder;

Pela ordem que se segue, os restantes partidos parlamentares e que reforçaram, todos eles, as suas representações, a saber, o CDS, o BE e o PCP.

Entre nós, as urnas ainda não são electrónicas mas os resultados, rapidamente se ficam a saber.

Quanto à corda das meninas e aos ufs, as suas próprias mentes brilhantes se encarregaram de tudo esclarecer.

E finalmente, à Rosa que se descai e que assina com o seu nome próprio, saiba que lhe agradeço os Seus agradecimentos expressos no Seu blogue Em Segredo, que Lhe respondi e aqui deixo um beijinho que com todas Vós o partilho.

Bem hajam


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 28 de Setembro de 2009