domingo, 14 de junho de 2009

DESCANSO

Descanso
Descanso e regresso
Em teu convívio
Não seco
Com palavras eu te peço
Não repitas
O que eu confesso
-
Descanso
Descanso e me meço
Como verás o que escrevo
De que palavras
Me terço
São as palavras o berço
Da nossa História o verso
-
Descanso
Descanso e te guardo
Oiço-te deste meu canto
Pintas comigo o quadro
Cresce a vontade
Não fica
Por dizer nada de amargo
-
-
Ponho no Outro e em Ti a esperança
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Junho de 2009

6 comentários:

manuela baptista disse...

Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz...

MB

jaime latino ferreira disse...

MANUELA


SERÁ


Será mosca
ou abelha
será mosquito
ou telha
voo rasante em meu beirado
ou sono que cai para o lado

Será que é raio
fulmina
quem se atreva em sua esquina
ou o sumiço que deu
no descanso que nasceu

Será uma melga que pica
que me acorda e que estica
bati-lhe e se torceu
a bicharia morreu


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Junho de 2009

Filomena disse...

E ao sétimo dia Deus descansou.

Beijinhos aos dois


Filomena

jaime latino ferreira disse...

FILOMENA


Minha Querida,

Sim, ao sétimo dia Deus descansou mas nada de confusões ... eu descanso ao primeiro!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Junho de 2009

Ana Cristina disse...

Manuela e Jaime

Em boa hora,minuto e segundo vos conheci :)
Obrigada!

Toda a minha amizade num abraço que por aqui envio aos dois e à Lili.

Ana Cristina

jaime latino ferreira disse...

ANA CRISTINA


Minha Querida,

Reciprocamente, foi também, sabe-o muito bem (!), em boa hora que A conhecemos a Si, a Lili também o sabe e que tão boa ajuda nos prestou como continua, logo pela sua solidária e assídua presença, a prestar ...

Sempre!

Amizade correspondida num caloroso beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Junho de 2009