quinta-feira, 4 de junho de 2009

EU E A VIDA

http://www.youtube.com/watch?v=1nzXGHqI_zQ
-
( Rainha dos blues, assim era conhecida, Koko Taylor morreu hoje ... )
-
Hesitei se deveria titular esta página assim ou Eu e a Morte ...
Optei, no entanto, pela primeira fórmula e logo por me parecer ser essa a mais positiva.
Não há vida sem morte e também não há morte sem vida.
Quando de uma se fala, em rigor, é a ambas que se aborda!
No entanto, qual dos dois antípodas prevalece?
Eu entendo que é a vida e não apenas porque acredite nesta para lá da própria morte, não!
Há também quem não acredite na vida para lá da morte e que entenda, tal como eu que, assim sendo, há que valorizá-la enquanto dura ...
Como há quem, por acreditar na vida para lá da morte, a esta vida a desvalorize e deprima antes da morte acontecer ...
Sinto-me, confesso, muito mais próximo de todos os que a valorizam, crentes, agnósticos ou ateus, que os há (!), do que daqueles que por acreditarem, os seus percursos os levam, todavia, a desvalorizar esta vida que é, em si mesma, um dom.
Dom sem o qual, aliás, creio que as pontes para o depois tenderão imperceptível mas paulatinamente a desmoronar-se!
Pois se eu não acreditar e nada fizer para zelar pelo que nos é comum, o que deixaremos para os vindouros!?
E se eu acreditar mas também nada fizer para aliviar o aqui e agora comum, que peso específico na restrição do acesso ao depois não recairá então sobre aqueles que acreditam que nele, no depois reside a nossa Esperança!?
E, assim sendo e se assim fosse, as pontes quebrar-se-iam ...
As da Terra e as dos Céus porque umas passam, inexoravelmente, pelas outras!
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 4 de Junho de 2009

3 comentários:

Chris disse...

Aprendi que é o coração que liga a terra ao céu...
bjs
Chris

manuela baptista disse...

Primavera, Verão, Outono, Inverno e Vida.
Cinco estações como no Japão.

Bonito!

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

ESTAÇÕES


A quinta estação
É meu pão
A força que vem do Japão
São as cinco me dão
Tudo a que não digo não


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 5 de Junho de 2009