sexta-feira, 12 de junho de 2009

MADRUGADA

Na Madrugada
sinto o cheiro do dia
alvorada
o despertar da aurora
a agonia
das harpias que se escondem mundo fora
furtivas entre as sombras da demora
e fia
e chora
o amanhecer
deste meu crer
que de uma assentada
me implora
hora a hora
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 13 de Junho de 2009


3 comentários:

Filomena disse...

Jaime, Meu Amigo!

Não tem nada a ver!
Simplesmente achei que aquela página era muito pessoal, era dirigida às tais meninas americanas...
Só isso.
Eu tenho todo o gosto em fazer parte( agora vai rir-se, espero!!!) do seu harém de comentadoras bloguistas.
E agora juntou-se a nós a Maria Emília, ainda melhor!

Sempre que achar que não estrago o painel aqui estou a mandar as minhas impressões.

Está tudo explicado?
Atchim! Pois que a minha rinite resolveu fazer-nos companhia!


Beijinhos grandes para Si e para a Manuela e para as outras Meninas


Filomena

Jaime Latino Ferreira disse...

HÁRPIA


Mãe dos ventos, deusa das tempestades, pessoa avara, rapace, hárpia, na mitologia grega, é um monstro com cabeça de mulher, corpo de pássaro e garras muito afiadas, má e megera.

Existe, existe alguém que assim o seja!?

Não creio ...!

Os deuses, os personagens mitológicos, concentram em si mesmos qualidades e defeitos em relação aos quais, como sabemos, nós próprios, todos nós (!) nos sentimos divididos ...

Podemos como podemos assim ser ou não ser e na verdade, nunca o somos!

Eu não olho para as pessoas como estereótipos que em si mesmas podessem concentrar tudo o que de bom ou de mau imaginar se possa ...

Muitas vezes mesmo, aquilo que nos parece ser dirigido encarnando toda a maldade apenas revela a preocupação que uma genuína amizade reflecte!

Hélàs


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 13 de Junho de 2009

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA


Nunca estraga o painel!!!

Santinho ...!

Beijinhos e um bom fim de semana


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 13 de Junho de 2009