segunda-feira, 8 de junho de 2009

ELEIÇÕES E BOM SENSO

Um dia gostava que fosse declarada e independentemente do resultado, a vitória do bom senso ...!
No final do serão eleitoral das Eleições para o Parlamento Europeu e diante da enxurrada de comentários e declarações que nestas alturas sempre se proporcionam, não notícias (!), em rigor já nem sei, perdi-me (!), de que é que se esteve a tratar nem tão pouco se houve ou não vencedores, quais, como, por e para quê ...
Em si mesmos, os actos eleitorais deixaram, pura e simplesmente de contar.
Eles são e sempre, desvalorizados que estão, trampolins para qualquer outra coisa e o voto, o seu sentido também, de tal modo escalpelizado que a simples matemática dos números deixou de ter qualquer interesse objectivo.
Quando se vota para o Parlamento Europeu, está-se mas é a votar para as legislativas;
Quando para estas se vota, está-se mas é a penalizar quem está no poder;
Quando se vota para as autarquias ou para a Presidência da República o que conta, nestas perspectivas, é a sabedoria que leva os eleitores a distribuir os ovos evitando depositá-los a todos no mesmo cesto;
Os cabeça de lista e conforme as conveniências ou açambarcam, polarizam os votos ou são meros instrumentais dos verdadeiros visados, os chefes partidários;
A Política deixou, há quanto tempo (!?), de contar;
As sondagens, por seu turno, os verdadeiros aferidores, não os votos, embora elas saiam sempre a perder ...
E nestas permanentes derivas subjectivas, sentindo-se os eleitores escalpelizados, abusivamente violentados na multiplicidade de sentidos que se pretendem colar aos seus votos que são secretos, secretos repito (!), não espanta que a abstenção cresça e que já não se saiba, exactamente, é tal o ruído (!), para que é que se está a votar:
Omniscientes, os analistas dos números, em rigor, prescindiriam mesmo desse instrumento, do voto que afinal, às eleições as desvirtuariam ...
-.-
Desde o 25 de Abril de 1974 e como sempre, exceptuando uma única vez por estar fisicamente ausente do país e já lá vão muitos anos, fui ontem votar.
Sublinho o carácter universal, individual e secreto deste instrumento, arma singular da Democracia!
Não admito, portanto, que outros por mim e ao meu voto o interpretem assim como me reservo o direito de não dizer como votei.
Mas lá que votei, votei e essa é, em si mesma, uma vitória que, passados tantos anos, não deixo, não deixarei sempre de valorizar contrariando a desvalorização deste instituto para a qual, aliás, muitos não param, involuntariamente (!), de contribuir, responsáveis objectivos que desta forma se tornam pela crescente abstenção!
Greatfully, I'm not a spin doctor!
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Junho de 2009

Solitário em silêncio

10 comentários:

manuela baptista disse...

Muito bem!

Vencedores seríamos se estes 8+7+2+2+2 (sem contar com o putativo deputado que ainda anda por aí perdido) fossem para o Parlamento Europeu e unidos e coesos colocassem os cérebros em accção. Não a matéria cinzenta, que dessa já tivemos que baste.

O meu voto tem muitos significados, mas o que eu quero é ser governada por pessoas inteligentes e criativas!

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

"accção"? Isso é que era...

MB

jaime latino ferreira disse...

ANA CRISTINA


A incisiva resposta que me deu na caixa de comentários anterior, veja lá (!), em tudo remete para o que nesta página escrevo, para a secreticidade do voto que de tão desvalorizada, até eu fui tentado a subverter com o David ...!

Engulo o que escrevi e, dando a mão à palmatória, reforço o Seu ponto!


Manuela,


Accção!?

Será que és hiperactiva e eu ainda não tinha dado por isso!???

Ou será por causa dela, da hiperactividade, que os tais ditos cérebros, de quando em vez, gripam!?

Beijinhos,


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Junho de 2009

Filomena disse...

Boa tarde!

E os chocolates? Não sobrou nenhum?
Para adoçar o bico dos perdedores, diz-se perdedores ou diz-se vencidos?
Governada por pessoas inteligentes e criativas?Em que país existe disso?
Manuela, afinal quem comeu os chocolates???

Beijinhos


Filomena

Filomena

Filomena disse...

Accçâo
Filomena
Filomena

Isto está bonito, está!
E fala o Jaime de bom senso!
ó menino, isso connosco não pega!

manuela baptista disse...

Non-sense

Sendo a presa o chocolate diz-se predador, Filomena!

No país dos Pralinés, as amêndoas e avelãs são governadas por receitas inteligentes.

Beijinhos

Manuela
Manuela

manuela baptista disse...

Non-Sense II

Jaime, os cérebros gripam, quando se lhes dá uso mas falta a lubrificação!
Quando nem sequer funcionam ficam enferrujados, amarelinho escuro.
Agora sê gentil e responde à Filomena:
"Afinal quem comeu os chocolates?"

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

Meus amigos

Estes 8+7+3(?)+2+2 vão perder-se nos rostos parlamentares de Bruxelas onde espero que todas a "famílias políticas", (adoro esta terminologia que de tão carinhosa e acolhedora me faz crer (!!!??) que tenho mais uma família para além da minha..),se esforcem por criar uma identidade europeia baseada nos valores da liberdade,justiça social,dignidade e respeito pela pessoa humana.

Que os desníveis sociais sejam atenuados e a qualidade de vida seja uma realidade para todos os cidadãos na base dum quadro referencial que garanta um nível médio de educação,cuidados de saúde,apoio social,condições habitacionais e acessibilidades.

Será assim tão difícil..

Parece que sim a julgar pelo déficit de neurónios dos cérebros eleitos.

Por isso, a solução mesmo é voltar ao chocolate e à serotonina ;)

Jaime,meu amigo

O seu deslize/cusquice tá perdoada,srrssr!!!!

Beijinhos.
a tia Nini do David

jaime latino ferreira disse...

BEM MANDADO


O que a Manuela quer é que eu que, apesar de tudo, não me considero um perdedor embora presa sistemática da vossa predação, eu, escrevia, eu é que comi os chocolates!

Esta conversa, aliás, faz-me lembrar a temática abordada nesta página que incidindo sobre as eleições e o bom senso, afinal, descamba e deriva, já vinha da página anterior se bem me recordo (!), numa insanável gulodice apologética do chocolate.

Fui eu, sim, que o comi desvairado e exactamente para potenciar a seretonina neurotransmissora, quer dizer lubrificante, antídoto que pese embora o trabalho que se lhe dá, ao cérebro, não invalida que este possa, amarelinho escuro qual caramelo, enferrujar.

À Ana Cristina, a minha Amiga é que vem sempre em meu auxílio!

( Terei, eu também, de assinar duas vezes ou esse será já um sintoma escuro e amarelinho !?)


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Junho de 2009

jaime latino ferreira disse...

ANA CRISTINA


Eu a pensar, a invocar a menina e esta a aparecer em meu auxílio!

Graças a Deus que me perdoa a minha cusquice à qual, no entanto e por linguagem cifrada tão bem me responde.

Ganda Tia!

Kisses


Jaime

Jaime

... está a ver como as coisas se pegam!?


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Junho de 2009