sábado, 30 de maio de 2009

CAPITAL

Capital ou que diz respeito à cabeça, à vida de uma pessoa.
Ironia da História, na escadaria Danu do Museu do Louvre sobre a qual se ergue nesse imenso palco e interpelando os visitantes, os amantes da História, da Arte e da Cultura, a estátua de Vitória de Samotrácia ou deusa Atena Niké monologa, confidente, para quem a saiba ouvir:
-
Anjos decapitados que sois, erguei-vos!
Não são as asas que vos faltam mas sim a cabeça e não vos confundais comigo da qual, aparentemente, prescindo ...
No meu tempo, voar só em sonho, na mitologia ou contemplando os pássaros mas hoje, porém, está ao vosso inteiro alcance!
Quantos de vós não haveis chegado a voar até aqui, até mim?
Aliás, não parais de esboçar linhas de voo e quedas monumentais das quais vos ergueis, não tendes outro remédio na longevidade que as vossas vidas hoje vos proporcionam (!) mas apenas parece, parece insisto, que não quereis, todavia, fazer o balanço dos voos e das quedas para que possais voar mais alto e melhor ainda...
... e sem a síndrome de Ícaro!
Onde tendes as cabeças!?
Estarão, porventura, esquivas, escondidas numa furtiva sistemática ao contraditório, à réplica e ao pensamento livre!?
E quem o quer e a ele não se furta, não lhe deverá ser concedida soberania à sua própria cabeça, a si, fazendo-me, a mim e por interposta pessoa, a Justiça que tarda e que, as circunstâncias da História, me levaram a chegar até vós assim, mutilada e decapitada qual libelo ou sinal interpelativo por redimir!?
Não sabeis já que os deuses, eu mesma, fomos destronados e que vós próprios lhes haveis tomado o lugar intermédio entre Deus e os seres!?
Entre o Ser e os seres!?
Estais à espera de quê!?
Que esta lição que o Louvre vos escancara nas suas entre-linhas, patamares e degraus seja lida por alguém com ousadia bastante!?
Pois aqui o tendes!
Dai-lhe então lugar soberano e à sua própria cabeça, à cabeça daquele que se não dispensa as asas imprescindíveis ao voo, ao sonho, ao belo, ousa afirmá-lo fazendo-nos, sem papas na língua, a vós e a mim, a Justiça que não decapitando nos vai tardando.
Para que também sejam circunscritos os pretextos, os limites da mediocridade e da ganância que é dizer a mesma coisa!
Para que eu não seja apenas letra morta, pedra serôdia e silenciosa, intocável de museu!
-
-
O sing unto the Lord a new song
Declare His honour unto the heathen
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

17 comentários:

jaime latino ferreira disse...

QUERIDA AMIGA


Querida Amiga,

O que Lhe escrevi na página anterior e aquilo que nesta se segue só espero que não o tome pessoalmente como Lhe sendo, a Si, dirigido!

Não!

Pelo contrário, a minha Amiga deu-me um excelente pretexto de me dirigir para fora, não para aqueles que comigo aqui, no meu blogue, interagem mas para os outros, Outros que em silêncio se conservam como se não tivessem cabeça e ainda que legitimamente ...

Como se estivessem decapitados que sei que o não estão!

Querida Amiga,

Por alguma razão a não nomeei pessoalmente ...

Consigo tenho contado sempre e as Suas deixas têm-me sido preciosas.

Espero bem que, daqui para a frente, não se passe a sentir intimidada o que não estava, longe de mim (!), nos meus intuitos.

Às vezes esquecemo-nos que este veículo, o veículo que os blogues constituem é, em si mesmo, um veículo público de comunicação e, em tudo o que nele escrevo tenho que ter em conta o público que constitui a sua natureza!

A Si e a todos os meus leitores, comentadores por maioria de razão, desejo um bom fim de semana!

Querida Amiga, um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

Filomena disse...

MENINOS!

Cheguei, cheguei e cheguei e vocês são uns QUERIDOS!

Ainda não li nada e vejam lá que não tenho sinal de tv cabo nem net, tenho que estar com a placa e o Gaspar resolveu encavalitar-se-me no ombro!!
Sete kg e mais qq coisa em cima do ombro, é obra!!!

Vá lá que não se livram de mim assim tão facilmente! Isso é que era bom!

Bom apetite!


Eu prometo que volto AQUI!

Palavra!


Beijinhos grandes e muito agradecida pelo cuidado.


Filomena

Roberto Ney disse...

Nossa, sempre palavras encantadoras e marcantes. A poesia alegra a alma e eleva os bons sentimentos...

Para quem ainda não conhece, foi criado um novo espaço chamado “biografias horizontais”. Um espaço aberto e diversificado, com o objetivo de discutir o sexo de forma inteligente e descontraída. Contamos com sua participação e com suas palavras. Falar de sexo não dói, então dispa-se de todos os pudores e escancare para nós suas meias verdades... combinado?
http://biografiashorizontais.blogspot.com/
Grande abraço!

jaime latino ferreira disse...

ROBERTO NEY


Agradeço-Lhe as suas sempre amáveis palavras!

Sobre as Suas biografias horizontais escrevi-Lhe aqui há tempos uma carta que, por impossibilidade de conseguir editar no Seu blogue, aqui mesmo a deixei.

Chama-se ela:

Carta Para Além Do Atlântico e tem data já do mês de Maio, é só ir ao índice.

Um Abraço,


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

jaime latino ferreira disse...

FILOMENA


Minha Querida,

Não me diga que pôs o Gaspar a fazer de antena!?

Queridos não, estávamos apenas preocupados com a Sua ausência ...

Depois, até fiquei encavacado só de pensar, imagine (!), que não estaria no Seu pleno direito de se ausentar!

A ausência tem, aliás, as suas grandes virtudes para lá das que sabemos e que eu não inconfidencio:

É que, quando se volta sabe ainda melhor tê-La por cá!

Parabéns que não fôra pelo reaparecimento, um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

Filomena disse...

MENINA MANUELA E MENINO JAIME!

Já li as páginas em falha( minha, é claro!). Gostei da história do peixe e da menina.
Falou do 28 de Maio :( e o meu Gaspar faz anos nesse dia, quero eu dizer com isto que ele veio para casa no dia 28 mas deve ser um gatinho de Abril. Sabia que eu quase que nascia nesse dia?
Quase, quase... mas atrasei-me... Isto tudo, e para nos rirmos um bocadinho, que eu tenho um amigo que passa a vida a dizer" Ó Filomena a si, para ser o Hitler só lhe falta o bigode"

Que fazer? Com amigos assim...

Beijinhos.

AH! O Gaspar não faz de antena, quer é mimo!

Vou-me tornar a deitar que a dor no pé o antibiótico e o anti-inflamatório, deixam-me um bocadinho sonolenta e nauseada.

Amanhã espero entrar em grande nos meus blogues... hoje vem aí o terror do meu sobrinho contar-me as novidades da sua viagem a Bilbao e ... soprar... as ditas!


Beijinhos grandes


Filomena

Filomena disse...

MENINA MANUELA E MENINO JAIME!

Já li as páginas em falha( minha, é claro!). Gostei da história do peixe e da menina.
Falou do 28 de Maio :( e o meu Gaspar faz anos nesse dia, quero eu dizer com isto que ele veio para casa no dia 28 mas deve ser um gatinho de Abril. Sabia que eu quase que nascia nesse dia?
Quase, quase... mas atrasei-me... Isto tudo, e para nos rirmos um bocadinho, que eu tenho um amigo que passa a vida a dizer" Ó Filomena a si, para ser o Hitler só lhe falta o bigode"

Que fazer? Com amigos assim...

Beijinhos.

AH! O Gaspar não faz de antena, quer é mimo!

Vou-me tornar a deitar que a dor no pé o antibiótico e o anti-inflamatório, deixam-me um bocadinho sonolenta e nauseada.

Amanhã espero entrar em grande nos meus blogues... hoje vem aí o terror do meu sobrinho contar-me as novidades da sua viagem a Bilbao e ... soprar... as ditas!


Beijinhos grandes


Filomena

jaime latino ferreira disse...

FILOMENA


Minha Querida,

Agora deixa-me ainda mais confuso ...

As ditas!?

Refere-se a quê!?

As ditas ... bilbauas!?

Ó diabo ...!

Beijinhos e as melhoras


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

Filomena disse...

E agora apareço em duplicado!?!?

Está a ver Jaime? como livrar-se de mim!?

Valham-nos os santinhos, os anjos e os arcanjos.

Adoro a"Vitória de Samotrácia". Apesar de já ter ido a Paris algumas vezes, nunca visitei o Louvre. São sempre umas filas infernais!

Beijinho de novo


Filomena

manuela baptista disse...

Tertulianos,

venho aqui informá-los de algumas novidades relacionadas com o Capital (do Jaime, porque o de Karl Marx confesso que só li um bocadinho)e com outros estranhos acontecimentos neste escaldante início de Verão, já em alerta amarelo.

A saber:

1º Atena não tem cabeça mas pensa melhor do que muitos que para aí andam e embora tenha aterrado no Louvre há já um tempo, está ali pronta a bater as asas e a levantar voo.

2º O susto que apanhámos com a ausência da Filomena que, desde o dia 27 de Maio, desaparecera dos seus blogues deixando-nos a ouvir "Ocean of My Dreams" para sempre...
Claro que desaparecer dos blogues é uma coisa meio esquisita, porque ficamos sem saber onde procurar. Debaixo do computador?
Dentro do rato?

3º a Filomena voltou e não a vi sair da tecla enter! No entanto para compensar as saudades que tivemos, diz-nos tudo a dobrar, mas talvez tenha sido do peso do gato sobre o ombro que a fez clicar duas vezes.

4º O nosso Tertuliano do outro lado do Oceano Atlântico, não dos Dreams, também nos informa, mais uma vez, das biografias horizontais, o que significa que não ligou nenhuma ao que lhe dissemos.
Mas como envia um grande abraço...

Ah! E para terminar...

5º a "Querida Amiga" do Jaime não se preocupe, porque assertivamente tem aqui quem a defenda e como fonte de inspiração tem dado muitos frutos, quer dizer páginas.

Agora vou abrir a porta à gata antes que ela me salte para o ombro!

Até logo, e abraços para todos

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Afinal voltei imediatamente. Deve ser do calor!

As melhoras para a Filomena e peça ao seu sobrinho para não soprar com demasiada força, porque pode arrancar as penas das asas da deusa.

Estão a falar de asas, não estão? Ou de penas? Ou de deusas?

MB

jaime latino ferreira disse...

FILOMENA


Ma chére,

Estou mesmo a vê-la a caminho do Louvre, da Vitória e a perder-se na Samotrácia isto é, pelas ruinhas e ruelas de Paris, montra para aqui, esplanada ou restaurante fino para acolá e a pobre da Vitória, agora a percebo melhor (!), de tanto a esperar a perder a cabeça e a dar às asas sem ter força para descolar para ir pô-la na ordem ...

Agora a sério, é uma das mais bonitas estátuas que eu conheço!

Então, minha Querida, já soprou as bilbauas!?

Um beijinho repenicadinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 30 de Maio de 2009

Ana Cristina disse...

Boa noite aos que ainda por aí estão....

Nos últimos dias/noites a minha assertividade esvaiu-se pois faltou a disciplina e a organização para vos escrever e afastar pesadelos do meu querido Jaime, já que a Manuela conhece-me ela de gingeira e como tal logo escreveu o que me ia no pensamento.

Entre a preguiça de sexta-feira
O calor abrasador de sábado
O almoço com os pais na Casa do Aleixo para uns filetes de polvo com arroz do mesmo
A visita ao sobrinho-neto para matar saudades e deliciar-me com o sorriso e olhos marotos
A ajuda à filha na elaboração de uns gráficos no computador...

Eis que são 2h da manhã e eu aqui com a brisa agradável da noite,o ressonar do Alex e as pestanas a dizerem que são horas de dormir.

Jaime, não se preocupe que eu sou dura de roer e não me melindro com quase nada, srrsrsr!!!!!

Afinal, nos conceitos estamos ambos de acordo.

A assertividade que me assusta e que afasto de mim, é aquela tendência para a reprodução de regras e ideias social e politicamente correctas, como se só por essas nos pudessemos afirmar.

A assertividade que não me caracteriza é o dizer que sim só por ser mais cómodo e pacífico; é não ir pelo caminho por onde já todos foram,é, afinal,não aceitar as afirmações sem pensar e porventura questionar.

Pode crer que sou afirmativa e defendo a construcção de uma sociedade que se imponha pela sua postura firme, séria e determinada.

Quanto à assertividade...tenho pena, mas a ambiguidade permanece!

Nada que belisque as nossas conversas, meu amigo, ou que impeça um telefonema a meio dos filetes de polvo e arroz do mesmo ;)

Para os dois um beijinho e um domingo com um calor mais assertivo, rsrsrr!

1 abraço.
Ana Cristina

Roberto Ney disse...

Jaime, obrigado pelo comentário tão pertinente e por suas palavras sempre tão acertadas... como você não estava conseguindo postar, eu copiei e colei seu comentário lá no blog, ok!?
Eu já te falei que estou planejando morar em coimbra próximo ano?
GRANDE ABRAÇO E É SEMPRE UM PRAZER RECEBER SUA VISITA!

jaime latino ferreira disse...

NO DIA SEGUINTE


Neste dia aqui me têm, Ana Cristina e Roberto, a dar-vos uma atenção.

Ana Cristina,

Eu sabia que nos entenderíamos só que, como o silêncio esconde toda a ambiguidade, queria certificar-me, apenas, que entre nós não se teriam erguido quaisquer nuvens ou atritos que não pudessem ser afastados e ainda que no Aleixo com uns filetezinhos de polvo à mistura.

Gosto muito de Si


Roberto Ney,

Em relação a Si e pese embora o que de chocante por alguns possa ser considerado no Seu blogue biografias horizontais, também pressentia que nos haveríamos de entender!

Fez muito bem em copiar o meu comentário que vou, agora mesmo, ver plantado no Seu blogue.

Sim, já sabia que vinha para Coimbra e previno-o desde já que aqui os irmãos portugueses são tramados para caramba.

Eu dar-Lhe-ei as boas vindas, sempre ao dispôr, um abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 31 de Maio de 2009

jaime latino ferreira disse...

ROBERTO NEY


"o amor mata de inumeras formas,
mas uma vida sem amor
é como uma morte lenta e sofrida,
muito mais vale morrer de amor,
do que viver sem um amor na vida"...


Ainda não fui ao Seu blogue mas já li o que me escreveu em Carta Para Além Do Atlântico.

Transpuz também para aqui o texto poético que encabeça o que Lhe escrevo aqui e que, presumo (!?), serem Suas palavras.

O amor mata mas também constrói e se mais vale morrer de amor do que não tê-lo mais vale ainda vivê-lo, construindo.

Abração


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 31 de Maio de 2009

jaime latino ferreira disse...

ROBERTO NEY


Já li, fiquei muito sensibilizado, mas continuo sem conseguir postar no Seu blogue, muito obrigado!

Um grande abraço e se quiser seguir nossos diálogos venha sempre ver o que se vai passando na caixa de comentários de A Música das Palavras.

Sempre disponível


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 31 de Maio de 2009