quarta-feira, 26 de agosto de 2009

TENSÃO

Sem essa tensão, sem a tensão do relatado anteriormente, o que escrevo não teria a intensidade que, julgo, tem.
Entre o bem e o mal fazer que é também o escrever;
Entre o melhor e o pior;
Entre tudo e nada ...
Corda!
Corda esticada ao limite, na afinação possível do instrumento que vibra, que sobe aos céus e dos infernos vê o precipício, mantendo um equilíbrio que se expande mais e mais no tempo, sem a veleidade messiânica mas repelindo sempre o malévolo, a tentação totalitária.
Para bem agir, não é preciso ser-se um santo e muito menos proceder como o Santo dos santos ...!
Os tempos e também por Sua acção, mudaram e muito ...
Não é preciso seguir-se à letra ou a própria letra nos diz que para nos guiarmos, no caminho da Libertação, veio cá Um, a partir do Qual, cada um de nós terá de encontrar os seus caminhos, à sua escala e medida!
Nesse equilíbrio folheia-se o Livro e, à sua luz e na matriz em que nos moldou, encontram-se caminhos intermédios, balanceados, terrenos e a que a Terra não se cansa em nos desafiar na salvaguarda da Liberdade a que me mantenho fiel, sempre, interpelado pelos gritos com que, à saciedade, ela própria nos invoca.
Afinado o instrumento e na tensão suscitada, desde o início, entre a Estética e a Ética, na entrega que logo aqui se patenteia a quem dúvidas lhe restem, calibro a tonalidade e sigo o meu percurso no registo que vou, paulatinamente, abrindo e deixando ...
A ninguém assiste o direito de exigir a santidade até porque os santos a não exigem aos demais e mais, compadecem-se de nós!
-
( A linguagem utilizada foi esta como podia ter sido outra bem mais prosaica e profana )
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Agosto de 2009

Théodore Géricault

8 comentários:

Filomena disse...

Jaime!

Como sempre textos profundos( que eu algumas vezes não consigo acompanhar) e sempre uma música boa que me leva a maior parte das vezes para outros mundos e realidades.
Já reparou que faz ou fez há poucos dias um ano que começámos esta nossa troca de ideias?
E que foi a partir do blog da Isabel, onde vou sempre, apesar de não deixar comentários.

Isto merece uma tacinha, nem que seja de água fresca!


Beijinhops(ps)... é água a mais!


Filomena

Filomena disse...

Ana Cristina!

Tem de ser por aqui que me dirijo e esta menina.

Gostei da sua escolha masculina, sim senhor!
Mas como o Jaime, ontem no meio daquela algaraviada toda e sentindo-se de lado disse que gostava dele e a Manuela, veio logo em justa causa dizer que tb o preferia a ele Jaime, vamos lá fazer a boa acção do dia e dizer que PREFERIMOS O JAIME a todos esses homens de papelão e cartaz!

Valeu?

Um beijinho para si


Filomena

manuela baptista disse...

Bem, eu acho que os Santos não sabem que o são, pois se apenas os canonizam após a morte...
A santidade é uma invenção de um Papa e depois avançou por aí fora.

Tu também avanças por aí fora e não sei quem será o
santo com pedalada para toda esta produção.

Eu hoje sinto-me mais pecador e até me apetecia, por minha vez, ir por aí fazer as mais variadas asneiras, tudo dentro da ética é claro!

(A linguagem utilizada foi esta, prosaica e profana)

Mas poderia ter sido esta:

-as páginas estão muito bem
-o soneto é difícil, mas bonito e as cores animam-me
-o estudo de Chopin é vivaço e derreto-me com o Horowitz
-a tensão está muito castanha escura e deprimente

Há Santo que me ature?

Manuela Baptista

manuela baptista disse...

Filomena

Desde ontem que andamos a chocar nos cruzamentos!

Alinho nessa da taça!
Estou mesmo a precisar.

É verdade, a Casa da Isabel é sempre o 1º blog que eu abro, embora agora só se oiça o silêncio...

Beijinhos às minhas amigas

Manuela Baptista

Ana Cristina disse...

1 beijinho para todos e acompanho-vos nesse brinde ao blog do Jaime,que ,não haja dúvida, bate todos os nomes de "homens de papel" como lhes chamou a Filomena.

O silêncio,pois é, o silêncio do mês de Agosto!

1 abraço amigo
Ana Cristina

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA


Minha Querida,

Já fez um ano que nos conhecemos!?

Veja lá se não tem valido a pena ...!

Esteja à vontade, quando não consiga acompanhar aquilo que escrevo, para, se o entender, perguntar o que quiser.

É que, assim, eu próprio poderei, eventualmente, calibrar melhor aquilo que escrevo.

Eu e minha mulher já brindámos ao jantar por este feito, o aniversário do nosso encontro e, agora, aproveito para Vos brindar a todas, saúde!!!

Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Agosto de 2009

Jaime Latino Ferreira disse...

ANA CRISTINA


Um grande beijinho para Si e um brinde muito particular!

Um silencioso beijo de amizade


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Agosto de 2009

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA


Bora lá, vamos ao disparate ético!!!


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 26 de Agosto de 2009