sábado, 8 de agosto de 2009

VIBRAÇÃO

Sempre que aqui vibra
minha mão
e escreve com sotaque
neste chão
diz o que ela quer
seja ao serão
ou mesmo se o que escreva de manhã
erga o que diga com razão
-
Não sei eu agora o que se segue
neste desfiar de ocasião
sei que minha mão no que ela escreve
segue o seu olfacto e o cheiro a pão
como alimento que invento
sem ter o sabor de meu sustento
mas que me alimenta sem cessar
mesmo que só tenha cheiro a ar
-
Vibra a minha mão sem querer parar
mesmo quando pára e fico lento
porque será ela como o mar
ou ondas sem parar do pensamento
mesmo quando oscilam devagar
ou dão a esta costa como o vento
vai a minha mão sempre a nadar
banhar esta enseada e navegar
-
-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Agosto de 2009

5 comentários:

manuela baptista disse...

Vibração e VibraSom.

Muito bonito!

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

MANUELA


Será que vibrante ...!?

Se o é, certo é que me deu a tónica para a primeira crónica de COM PÁGINAS DA MINHA PARTE que sairá amanhã (!?) no teu blogue.


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Agosto de 2009

Filomena disse...

A mão que não pára, que junta ditongos, sons, palavras, frases.
Sei com isso é Jaime.

Beijos aos dois

Filomena

Ficam muito bonitos os vossos avatares. Completam-se.
Avatar é a imagem do perfil, tá bem?

manuela baptista disse...

Tá bem!

Beijinhos Filomena!
E a praia está boa? Espero que dê bom uso às chinelitas e aos calções.

Manuela Baptista

Jaime Latino Ferreira disse...

FILOMENA


Boa Amiga,

E que dê bom uso à varanda, a essa varanda de barco com palmeira ao fundo!

Sons, palavras, frases, ditongos e ... sentido, minha Querida!!

Avatares pois então que seja!!!

Beijinhos


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 8 de Agosto de 2009